segunda-feira, setembro 17, 2018

O PERIGO QUE NOS CERCA

Às vésperas da eleição presidencial mais decisiva da história da República… Todos querem esconder a verdade de VOCÊ

Caro leitor,

 Lobo solitário ou fera treinada: quem é o homem que tentou matar Jair Bolsonaro?
Para o bem da democracia, a Polícia investiga as motivações do atentado (e busca um eventual mandante).

Você não pode ignorar essa história.

Nós não estamos ignorando.

Ela é importante demais.

Isso porque o atual processo de sucessão presidencial desponta como o mais frenético e indefinido da história brasileira.

Se por um lado temos um oceano de indecisos que torna impossível antecipar o desfecho destas eleições…

Por outro, não resta a menor dúvida: apenas um desses caminhos irá selar o seu destino pelos próximos anos:

1— Ou o país retoma as rédeas do crescimento, com a aprovação das reformas estruturais necessárias para resgatar a economia do limbo;

2— Ou retrocede à antiga matriz populista, responsável pelas atuais mazelas como desemprego, inflação, falência da indústria e total desajuste nas contas públicas.

Mas, apesar da importância histórica destas eleições, a imprensa não está falando toda a verdade para você.

Não espere até outubro para ser pego de surpresa.

Pense que diferença faria se todos estivessem vigilantes há exatos quatro anos.

Às vésperas da reeleição de Dilma Rousseff, em outubro de 2014, as verdadeiras intenções da ex-presidente não eram plenamente conhecidas.
E o resultado foi catastrófico:


O que Dilma prometeu em out/2014 Impacto na economia até o impeachment
Baixar a conta de luz Apagão e tarifaço
Retomada do crescimento O PIB despencou e chegou a 3,85% negativos
Controlar a inflação A inflação saltou de 6,40% para 10,67%
Não elevar juros A Selic chegou a 14,25%
Geração de emprego A taxa de desemprego cresceu 90%


Economia não admite experiências de laboratório. Erros cobram seu preço e as consequências podem se estender por gerações.

Depois será tarde para você se dar conta que não conhecia toda a verdade.

Em caso de guinada à esquerda —e por enquanto ninguém pode excluir essa hipótese—, há risco de retrocesso até mesmo nos avanços da Lava Jato contra a corrupção.


O antagonista

Nenhum comentário:

Destaque

O fascismo da esquerda hipócrita

Com o título “O fascismo da esquerda hipócrita”, eis artigo de Catarina Rochamonte, doutora em Filosofia e professora da Uece. Ela bate...