quarta-feira, abril 18, 2018

GLEISI FOI LONGE DEMAIS!


         A petista enumera ações de Lula, e afirma que ele é “um grande amigo do mundo árabe”

Preso político:

Presidente do PT pede apoio ao mundo árabe contra prisão de Lula
Gleisi diz que Lula foi condenado por juízes parciais, “num processo ilegal"

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffman pede ajuda ao mundo árabe contra a prisão do ex-presidente Lula. “Me dirijo ao mundo árabe, através da Al Jazeera, para denunciar que o ex-presidente Lula é um preso político”. O vídeo foi publicado no site do PT, nesta terça-feira (17).
Gleisi afirma que o petista foi condenado por juízes parciais, “num processo ilegal, não há nenhuma prova de culpa, apenas acusações falsas”.  E diz que essa prisão é continuidade do “golpe que se iniciou em 2016, com a retirada da presidenta (sic) Dilma do governo. Ela não cometeu nenhum crime, assim como Lula não cometeu”.

Em busca de empatia, a petista enumera ações de Lula, e afirma que ele é “um grande amigo do mundo árabe”, e convida a todos " a se juntarem conosco nesta lula, Lula livre". 

O deputado federal, Major Olímpio (PSL-SP) protocolou na Procuradoria-Geral da República (PGR), ação contra a senadora Gleisi Hoffman.

No pedido, Olímpio solicita que a PGR instaure os devidos procedimentos para responsabilização criminal da petista, por crimes previstos na Lei de Segurança Nacional e na Lei que tipifica os crimes contra o Estado e a Ordem Política e Social. 

“É válido ressaltar, que os países em que é veiculada essa rede televisiva utilizada pela Senadora citada e seu partido, alcançam regiões em que há concentrações de diversos grupos terroristas, colocando em risco também a segurança nacional do Brasil”.

O deputado também pede a cassação de registro do PT, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). "É válido ressaltar, que a “denúncia” realizada pela Senadora do PT Gleisi Hoffmann se deu como Presidente de seu partido, sendo ato expressamente vinculado a ele, devendo tal agremiação partidária também sofrer as sanções legais, uma vez que a Constituição Federal estabelece em seu art. 17, caput e inciso IV, que: Art. 17. É livre a criação, fusão, incorporação e extinção de partidos políticos, resguardados a soberania nacional, o regime democrático, o pluripartidarismo, os direitos fundamentais da pessoa humana e observados os seguintes preceitos: (...) IV - funcionamento parlamentar de acordo com a lei"

Via diário do poder

Nenhum comentário:

Destaque

Procap apresenta denúncia contra prefeito e secretários do município de Poranga

 O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (Procap), ofereceu de...