sexta-feira, fevereiro 16, 2018

Em nota, Ministério Público diz que afirmações do Capitão Wagner são levianas e irresponsáveis



O Ministério Público condenou veementemente as afirmações do Deputado Estadual Capitão Wagner (Pros), na manhã desta quinta feira-feira (15/02), onde afirmou que um dos membros do Ministério Público teria intermediado um suposto acordo entre o Estado e organizações criminosas. A nota declara que é absolutamente leviano e irresponsável tal afirmação. Confira nota na íntegra.

NOTA PÚBLICA

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) vem a público, em face do discurso proferido pelo Deputado Estadual Capitão Wagner na manhã de hoje (15/02) no Plenário da Assembleia Legislativa, repudiar veementemente a afirmação de que um de seus membros teria intermediado um suposto acordo entre o Estado e organizações criminosas para fazer cessar atos de vandalismo.

Ao longo dos anos a Instituição, através dos seus órgãos de inteligência e de execução, sobretudo do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), tem combatido enérgica e intransigentemente as ações do crime organizado, sendo absolutamente leviano e irresponsável afirmar que um dos seus representantes viesse a negociar com membros de facções, sob quaisquer pretextos e em quaisquer circunstâncias.

O MPCE reitera que suas ações continuarão sendo pautadas unicamente pela legalidade e pela defesa dos interesses da sociedade cearense.

Nenhum comentário:

Destaque

Pesquisa BTG Pactual: Bolsonaro, 33%; Haddad 23%; e Ciro, 10%

Se a eleição fosse hoje, Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) estariam no segundo turno, segundo pesquisa feita pelo BTG Pactual...