sexta-feira, janeiro 19, 2018

Prefeito de Ararendá, Aristeu Eduardo, confirma mobilização do PT em Crateús no dia 24

 O Partido dos Trabalhadores (PT) de todo país estão marcando uma grande mobilização em todas cidades que tenham  sedes da Justiça Federal. O prefeito de Ararendá, Aristeu Eduardo, confirmou que ele e o prefeito de Ipaporanga, Toinho Contábil, ambos pertencentes a sigla petista, estarão mobilizando suas caravanas para dar apoio ao movimento do Partido dos Trabalhadores em Crateús, no próximo dia 24, que defende a absolvição do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva. O julgamento do recurso do ex-presidente, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), inclusive será transmitido ao vivo pelo Youtube no canal oficial do TRF4.

Lula tenta se livrar de sua condenação de 9 anos e seis meses de prisão imposta pelo juiz Sérgio Moro no “caso do tríplex do Guarujá”. A sessão está prevista para começar às 8h30 e deve terminar por volta das 15h.

Os organizadores do evento em Crateús ainda não divulgaram uma agenda oficial para mobilização do dia 24.  Contudo, a manifestação contará com o apoio logístico dos prefeitos de Ararendá e Ipaporanga, com a presença dos presidentes do PT de toda região, centrais sindicais e trabalhadores e trabalhadoras que darão sustentação ao evento.

O Deputado Federal José Nobre Guimarães que é votado pelos dois prefeitos, não deve comparecer ao ato, uma vez que deve ir a Porto Alegre. Petistas defendem a tese  ” Eleição sem Lula é Fraude”, em caso de condenação do ex-presidente, ele se tornaria Ficha Suja e seria impedido de concorrer as eleições presidenciais deste ano.

Aliados do presidente Temer, já começaram a desenvolver uma estratégia de enfraquecer os partidos da base governista que anunciam publicamente o apoio ao ex-presidente Lula, alguns aliados do governo acreditam que mesmo em caso de condenação de Lula, o leque de recursos disponíveis poderiam manter o nome dele na urna até o fim da eleição. Assim, temos duas certezas: a primeira que o Partido dos Trabalhadores mantém viva a esperança de ver seu maior símbolo disputando as eleições presidenciais e a segunda  que todos os militantes irão sair as ruas para pressionar a Justiça tentando evitar sua condenação. Até o dia 24 é muito barulho e depois, muitas incertezas.


(Reginaldo Silva, Ceará Notícias)

Nenhum comentário: