sexta-feira, janeiro 12, 2018

Integrantes de facção são presos; dinheiro, armas, drogas e munições apreendidos

 Parte da quadrilha que se intitula “Guardiões do Estado” (GDE) foi presa em flagrante, na manhã desta quarta-feira, 10, em Pindoretama (município distante 50 km de Fortaleza). Os 12 integrantes detidos, que seriam parte da facção, mantinham seis armas de fogo, munições de diversos calibres, drogas e mais de R$ 200 mil em espécie. A ação policial foi divulgada nesta quinta, 11.

A maior parte do dinheiro apreendido na operação estava em estabelecimento comercial utilizado como apoio para recolhimento diário. As quantias eram resultado de ações criminosas na Região Metropolitana de Fortaleza. “Nos impressionou a grande quantia de dinheiro apreendida”, frisou a promotora de Justiça Maria Alice Diógenes.

De acordo com informações preliminares, dentre os materiais apreendidos estariam mais de 1,5 kg de maconha, duas espingardas calibre 12 com 15 munições, duas pistolas calibre 380 com 90 munições, uma pistola 9 mm com 14 munições e outra pistola ponto 40; além de 28 munições para revólver calibre 38. Também foram apreendidas 204 gramas de crack.

A identidade dos homens ainda não foi divulgada pela Polícia. Dentre os presos, um era fugitivo da cadeia de Cascavel (a 63 km da Capital). Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pelo juiz Fernando Antônio Medina Lucena.

Resultado de investigação do Comando Tático Rural (Cotar) repassado ao Ministério Público do Estado (MPCE), deu conta da localização dos suspeitos, no Conjunto Habitacional Regina Albino, bairro de Pindoretama. Participaram ainda da operação o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), o Batalhão de Polícia de Choque da Polícia Militar do Ceará (BPChoque) e o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate).


(O POVO Online)

Nenhum comentário: