quarta-feira, dezembro 06, 2017

Raquel Dodge corta até 2/3 do valor pago a procurador removido, mas ainda fica como Marajá

 O procurador da República do topo da carreira que desse a sorte de mudar de cidade por causa do trabalho recebia, até ontem, incríveis 90 000 reais, se tivesse três filhos. A informação é da Veja Online, adiantando que essa bolada vinha como ajuda de custo para a excelência se instalar no novo endereço. O valor era calculado a partir do tamanho da família do procurador.

Caso possuísse um dependente, levaria um salário de ajuda de custo (cerca de 30 000 reais, o teto); dois dependentes, dois salários; e três ou mais dependentes, três salários. Tudo pago com dinheiro público, lógico.

O Diário Oficial da União desta terça-feira traz uma portaria assinada pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, tratando de uniformizar a benesse, dizendo que ele ganhará um salário a mais, ou seja, o cara ganha 30 mil se morar em Ipueiras. Se for para Nova Russas, ganhará R$ 60 mil.

Nenhum comentário: