quinta-feira, dezembro 28, 2017

Maduro calou 69 veículos de imprensa em 2017. O PT sonha em fazer o mesmo, no Brasil

 69 veículos de imprensa encerraram suas atividades na Venezuela em 2017, segundo o Sindicato Nacional de Trabalhadores da Imprensa local — são 20 jornais, 46 rádios e 3 TVs, informa a Folha.

Foram registradas ainda quase 500 agressões a jornalistas, além de 66 detenções.
Para calar a imprensa, Nicolás Maduro, que se diz vítima de “campanha de desprestígio”, usa recursos como a não renovação de concessões de rádio e TV e o monopólio da distribuição de papel para jornais e revistas.



Nenhum comentário: