quarta-feira, outubro 18, 2017

EUNÍCIO NÃO VOTOU, PIMENTEL DISSE 'SIM' AO AFASTAMENTO E TASSO DEFENDEU VOLTA DE AÉCIO

Os três senadores cearenses estiveram presentes na sessão que acabou derrubando, por 44 votos a 26, a decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) que havia determinado o afastamento de Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato.

O posicionamento dos três cearenses, no entanto, foi distinto: Eunício Oliveira (PMDB-CE), na condição de presidente do Senado, não votou.

Já o tucano Tasso Jereissati, presidente interino do PSDB, disse “não” a decisão do Supremo e optou por defender, em seu voto, a volta de Aécio ao Senado.

Senador de oposição, José Pimentel (PT) disse “sim” a decisão da decisão da Primeira Turma do STF de afastar Aécio.

De volta

Diante do resultado da votação, Aécio poderá retomar as atividades parlamentares. Para retomar o mandato, o tucano precisava de, pelo menos, 41 votos. Na soma, teve três a mais que o necessário, recebendo o apoio de 44 colegas.



Política com k



Nenhum comentário: