segunda-feira, setembro 25, 2017

VEREADORES DE IPUEIRAS REALIZARAM NA ULTIMA QUINTA-FEIRA MAIS UMA SESSÃO ORDINÁRIA DAQUELAS...

 Situação e oposição relatam os fatos conforme você pode ler abaixo:


VITÓRIA DOS PROFESSORES DE IPUEIRAS. OPOSIÇÃO COMEMORA.

Tudo indica que os Professores da rede municipal de Ipueiras não sofrerão mais o corte de 35% dos seus proventos, acreditam os vereadores de oposição de Ipueiras.

É que na Sessão do dia 21.09.2017 a Câmara Municipal de Ipueiras aprovou o requerimento do Vereador Marcelo Mourão e dos vereadores da base de oposição, que querem pôr fim a perda salarial dos Professores no momento de requerer a aposentadoria.

Além dos vereadores de Oposição, o projeto contou com o apoio de dezenas de Professores que se fizeram presentes no dia da sessão. A manifestação dos Professores deu certo e nenhum vereador da base do Prefeito teve coragem de votar contra o requerimento do Vereador Marcelo Mourão.

Não é a primeira vez que os vereadores de oposição partem para a defesa dos Servidores Públicos Municipais. Ainda no primeiro semestre de 2017 os vereadores de Oposição foram contra um projeto de Lei do Executivo que retirava direitos dos Agentes de Endemias e de Saúde. 

Como não houve adesão da categoria dos Agentes de Endemias os vereadores de oposição não conseguiram impedir o prejuízo e a Lei que retira a gratificação dos Agentes foi aprovada pelos demais vereadores de situação que contam com maioria na Câmara Municipal.   


Vereadores oposicionistas se rebelam, e deixam sessão ordinária em Ipueiras

Como integrante do Poder Legislativo municipal, o vereador tem como função primordial representar os interesses da população perante o poder público. Sobre isto, nós estamos “carecas” de saber, agora, será que realmente alguns vereadores da câmara municipal de Ipueiras representam o povo ou simplesmente encenam?

Na sessão dessa quinta-feira (21) foi apresentado pelo vereador Marcelo Mourão (PSB) requerimento sobre a reestruturação do plano de carreira e remuneração dos profissionais do magistério da educação básica do município de Ipueiras, até ai tudo bem. O requerimento foi aprovado por unanimidade pela casa, que por sinal estava com o plenário lotado, na sua maioria, professores. O que chamou a atenção dos expectadores, foi a negativa do autor do requerimento em relação ao pedido verbal de requerimento do vereador Antônio Carlos de Carvalho (Antônio Dandão) do PDT, para criação de uma Comissão para investigar desvios do Fundo Municipal de Seguridade Social, já que está tramitando na comarca de Ipueiras uma ação civil pública por ato de improbidade administrativa, envolvendo o vereador Marcelo Mourão e a sua esposa, Michelle Camelo do Nascimento em supostos desvios do Fundo Municipal.

Defensor intransigente do Regime Interno da Casa, Marcelo Mourão não vem colocando em prática o que prega na tribuna. O presidente da câmara, Dênis Mourão (PDT), chegou a suspender a sessão por cinco minutos devido a incursão do vereador contra os demais parlamentares na tentativa de anular o requerimento verbal do vereador Antônio Dandão (PDT). Com os ânimos acirrados alguns professores proferiram palavras de baixo calão, neste momento, aproveitando o ensejo, os vereadores Indira Ponte (PROS) e Marcelo Mourão (PSB) abandonaram o plenário da câmara no meio da sessão, deixando de participar das matérias em pauta. Afinal, “quem não deve, não teme”.

Mesmo com a ausência dos vereadores Marcelo Mourão, Indira Ponte e José Rodrigues Lima (Zezão do Banco) do PMDB, que faltou a sessão, o requerimento verbal do vereador Antonio Dandão para criar uma Comissão para investigar desvios do Fundo Municipal de Seguridade Social, foi aprovado pelos demais vereadores.

PERGUNTAR NÃO OFENDE

Por que os nobres edis bateram em revoada? O comportamento dos parlamentares demonstram o quanto são éticos ou céticos?


Carlos Moreira é radialista

Nenhum comentário: