quinta-feira, agosto 10, 2017

Deputado Sabino classifica ‘distritão’ como lista disfarçada dos partidos

 O coordenador da bancada do Ceará em Brasília, deputado Cabo Sabino (PR), classificou, de ‘lista disfarçada’ o modelo de voto “distritão” aprovado, nessa quarta-feira (9), pela Comissão Especial da Reforma Política da Câmara Federal. A regra, se aprovada pelo Plenário da Câmara e do Senado, valerá para as eleições de 2018 e 2020.

 Segundo Sabino, o voto distritão – modelo que garantirá a eleição dos candidatos mais votados às Câmaras Municipais, Assembleias Legislativas e Câmara Federal, está travestido de uma manobra dos partidos para escolher os nomes de preferência dos dirigentes das siglas e que serão beneficiados com os recursos do fundo de campanha bancado com verbas públicas.

A Comissão Especial da Reforma Política, além do voto do distritão, aprovou, também, o fundo de campanha no valor de R$ 3,6 bilhões para as eleições de 2018.

 Sabino considera que, com as novas regras no sistema de voto e com o financiamento público de campanhas, as pessoas com militância política e identificadas  com a solução de problemas coletivos, mas sem apadrinhamento dos dirigentes dos partidos não terão vez para concorrer a um mandato eletivo.

As mudanças, se aprovadas até o dia 6 de outubro, serão implantadas nas eleições do próximo ano quando os eleitores irão às urnas para escolher os novos deputados estaduais e federais, dois terços dos senadores, governadores e o presidente da República.


Via Ceará agora

Nenhum comentário: