segunda-feira, julho 03, 2017

"Alerta": Em todo Ceará, dinheiro falso se espalha pela internet e Correios.

  Apesar do combate à disseminação de dinheiro falso, os criminosos que atuam nesse ramo continuam investindo na emissão de notas sem valor. Segundo a Polícia Federal (PF), há reiterados registros de crimes deste tipo, em 2017. Agora, um novo desafio é imposto aos órgãos fiscalizadores: a internet está sendo utilizada para a comercialização das cédulas e as entregas estão sendo efetivadas pelos Correios. Existem até grupos em redes sociais, nos quais são realizadas compras e vendas do material.

De janeiro a maio deste ano foram apreendidos R$ 25.250, em moeda falsa, no Ceará. As cédulas mais reproduzidas são as de R$ 20, seguidas pelas de R$ 50 e de R$ 100.

O falsificador anuncia a venda de 'notas fakes' e oferece duas propostas de compra: R$ 70 para adquirir R$ 300 em cédulas falsas, ou R$ 120 para adquirir R$ 450. Na mesma publicação, o suspeito diz que as notas "passam em tudo", referindo-se à aparente capacidade do material de resistir aos testes com os detectores de dinheiro falso.

Em casos de negociações, tanto o vendedor quanto os possíveis compradores, podem ser autuados. No caso da análise pericial apontar que a cédula negociada é grosseiramente falsificada, ou seja, não enganam nem pessoas leigas, o suspeito poderá responder pelo crime de estelionato. No caso da nota ter alto nível de falsificação, o suspeito é responsabilizado por falsificação de moeda.

Quem der continuidade à circulação de uma cédula falsa sabendo da irregularidade, mesmo tendo recebido por engano, também pode ser responsabilizado criminalmente.



Com informações do DN

Nenhum comentário: