segunda-feira, maio 01, 2017

Lava jato; Na delação, Palocci deve contar que dividia propinas com Lula

               O ex-ministro de Lula e Dilma também deverá entregar empresários e banqueiros.

 Lula disse ter “certeza absoluta” de que não será delatado pelo seu ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci. Mas convém o ex-presidente se preparar para o pior. Além de contar como dividia as propinas com Lula, Palocci detalhará o rateio de R$128 milhões dos R$ 300 milhões usados pela Odebrecht para bancar o esquema de corrupção do PT. Essas pistas têm sido vazadas por pessoas com acesso ao ex-ministro. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder. A revista IstoÉ desta semana também dá detalhes do acordo de delação.

Palocci admitirá o óbvio: ele é o “Italiano” nas planilhas de corrupção da Odebrecht, numa referência ao fato de ser portador de passaporte da Itália.

O ex-ministro deixará Lula muito mal ao revelar suas “demandas” na gestão da conta-propina de R$ 40 milhões reveladas pela Odebrecht.

Palocci promete entregar contas no exterior, negociatas a mando de Lula, favores a empresas e a bancos em troca de propina etc.

Nenhum comentário: