terça-feira, abril 04, 2017

PRESIDENTE DO TST QUER O FIM DO IMPOSTO SINDICAL

A proposta do relator da reforma trabalhista, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), de acabar com a obrigatoriedade do imposto sindical ainda divide o governo do presidente Michel Temer, mas tem o respaldo de representantes da Justiça do Trabalho, informa o jornal O Estado de São Paulo.

Em entrevista, o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Ives Gandra Filho (foto), defendeu o fim do imposto sindical compulsório. Atualmente, todo empregado com carteira assinada paga o tributo, independentemente de ser filiado a entidade de classe. O valor equivale a um dia de trabalho por ano.



Nenhum comentário:

Destaque

O fascismo da esquerda hipócrita

Com o título “O fascismo da esquerda hipócrita”, eis artigo de Catarina Rochamonte, doutora em Filosofia e professora da Uece. Ela bate...