quarta-feira, janeiro 04, 2017

SEJUS-CE REALIZA TRANSFERÊNCIA DE PRESOS ENTRE PRESÍDIOS DA GRANDE FORTALEZA


Lideranças de facções que estavam no Complexo Penitenciário de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foram transferidas da Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor José Jucá Neto (CPPL III) para a Elias Alves da Silva (CPPL IV), e vice-versa, durante operação da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus). As duas unidades estão dentro do Complexo Penitenciário de Itaitinga. O objetivo é evitar motins dentro das unidades.

As transferências de presos no Ceará são realizadas 48 horas após as rebeliões do Complexo Penitenciário Anísio Jobim, o maior presídio do Amazonas, em que foram confirmadas 60 mortes nas disputas entre facções criminosas.

Em nota, a Sejus afirma que as transferências no Ceará acontecem entre as próprias unidades da RMF com o objetivo de “desarticular lideranças e prevenir conflitos nos estabelecimentos prisionais”.

Uma das familiares, uma mulher de 44 anos, que pediu para não ser identificada, disse estar no local desde as 8 horas e que teme as rebeliões. Ela ressaltou que, com a chegada das facções criminosas aos presídios cearenses, a violência nas unidades cresceu, e quem não é aliado a uma facção é obrigado a se filiar.

Eles (líderes das facções) têm uma ordem lá de que, quando o preso é liberado, não pode ir direto para casa e tem que se comunicar com eles”, revela. 


Com informações o povo; edição e formatação de texto, Luís Augusto 

Nenhum comentário: