segunda-feira, janeiro 30, 2017

Eike Batista é preso no RJ após desembarcar de avião

 
O empresário Eike Batista, que teve a prisão preventiva decretada na Operação Eficiência, desembarcou nesta segunda (30) no aeroporto do Galeão, no Rio. Ele estava em Nova York e era considerado foragido.

Eike desceu na pista do terminal dois e foi levado de carro pelos policiais. O presídio ao qual ele será encaminhado ainda não foi confirmado.

No sábado (28), a Folha informou que ele pretendia se entregar à Justiça, mas tinha medo de ser levado a uma penitenciária comum por não ter curso superior.

Eike Batista embarcou na noite de domingo (29) no aeroporto JFK, em Nova York, por volta das 21h45 (horário de Brasília). No caminho até o local de embarque, questionado pela reportagem se iria se entregar, apenas sorriu.

Ao programa "Fantástico" (Globo) Eike afirmou, já na área de embarque, que responderá "à Justiça, como é o meu dever". "Meu sentimento é que tem que se mostrar o que é. Está na hora de passar as coisas a limpo."

Questionado pela equipe da emissora se iria fazer delações, o empresário disse que iria esperar estar diante da Justiça. Ele afirmou ainda que nunca pensou em fugir para a Alemanha -Eike tem dupla nacionalidade. "Sempre venho a Nova York a negócios."
Ele teve a prisão decretada depois que dois doleiros fizeram acordos de delação com a Operação Lava Jato no Rio e contaram que ele pagou US$ 16,5 milhões de propina ao ex-governador do Rio Sergio Cabral, que está preso.



Com informações do DN; formatação edição de texto, Luís Augusto

Nenhum comentário:

Destaque

O fascismo da esquerda hipócrita

Com o título “O fascismo da esquerda hipócrita”, eis artigo de Catarina Rochamonte, doutora em Filosofia e professora da Uece. Ela bate...