quinta-feira, dezembro 15, 2016

Se 2017 for seco, rebanho bovino do Ceará morrerá

 
É grave a situação da agropecuária cearense, que está sob a iminência de mais um ano de seca. O presidente da Federação da Agricultura do Ceará, Flávio Sabóya, disse ao blog do Egídio Serpa que, se 2017 for mesmo mais um ano de chuvas abaixo da média, estará ameaçado de morte todo o rebanho bovino cearense, que tem 2,5 milhões de cabeças, a metade das quais são fêmeas.

Mas não é só isso: essa ameaça estende-se, também, aos rebanhos caprino e ovino, os quais, juntando ao rebanho bovino, representam 53% do Valor Bruto da Produção. De acordo com Flávio Sabóya, só o valor das vacas leiteiras equivale a R$ 3 bilhões de reais.

Na última reunião do Agropacto, realizada terça-feira, 6, na Assembleia Legislativa, a situação da agropecuária cearense foi o tema de um longo debate, no fim do qual saiu mais uma lista de providências que os governos federal e estadual devem adotar. Essa lista é em tudo semelhante às listas que se divulgaram nas secas anteriores.


Fonte: Blog do Egídio Serpa

Nenhum comentário: