terça-feira, novembro 29, 2016

População revoltada. Manifestantes ocupam prédio da Câmara Municipal de Crateús após última sessão do ano

Moradores querem que vereadores voltem atrás na decisão que aumentou os próprios salários, do prefeito e secretários.

Moradores de Crateús ocuparam na noite desta segunda-feira (28) as dependências da Câmara Municipal após o arquivamento do projeto de iniciativa popular contra a decisão do Legislativo que aumentou os salários dos vereadores, prefeito e secretários municipais.

Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-CE), representantes da Igreja Católita e sindicatos já haviam se manifestado contra o aumento, mas a pressão não foi suficiente para mudar a decisão dos parlamentares.


Revoltados com o fim da sessão e a manutenção do reajuste, um grupo de manifestantes invadiu a Câmara quando o prédio já estava sendo fechado. Houve princípio de tumulto e a policia militar foi acionada, mas não houve acordo, e a ocupação continuava até o início da manhã de hoje (29).

O presidente da Câmara Municipal, vereador João de Deus Ferreira, informa que irá entrar com pedido de reintegração de posse do prédio.


ENTENDA O CASO

Os vereadores aprovaram no dia 31 de outubro, após o primeiro turno das eleições deste ano, projeto de aumento de seus próprios salários, além dos vencimentos do prefeito e secretários municipais. Com a decisão, o salário dos vereadores passa de R$ 8.016,00 para R$ 10.101,00.


O presidente da Câmara Municipal e do prefeito passará a ser de R$ 18.144,00, valor maior que o recebido pelo governador Camilo Santana.

Por conta disso, um abaixo-assinado com mais de 7 mil assinaturas de moradores foi encaminhado à Justiça e o Ministério Público do Estado interveio com pedido para barrar a proposta.



Ceará news 7

Nenhum comentário: