quarta-feira, novembro 30, 2016

MEDIDAS RETIRADAS DO PROJETO ANTICORRUPÇÃO, DESFIGURADO PELA CÂMARA DOS DEPUTADOS


AS MUDANÇAS APROVADAS NO PLENÁRIO:

Abuso de autoridade: Inclusão do crime de abuso de autoridades para magistrados e membros do MP – emenda apresentada pela bancada do PDT.
Pena: 6 meses a 2 anos de reclusão e multa.

Punição para violação de prerrogativas: Inclusão de punição a policiais, juízes e membros do MP que violarem direito ou prerrogativa de advogados – emenda apresentada pelo deputado Carlos Marun (PMDB-MS), a pedido da OAB.
Pena: 1 a 2 anos de detenção e multa.

Reportante do bem: Retirada a instituição do “reportante do bem”: figura cuja denúncia a órgãos da Justiça ou à imprensa acarretasse imposição de penalidades poderia receber até 20% dos valores recuperados – destaque apresentado pela bancada do PSB.

Ação de extinção de domínio: Retirado todo o trecho que regulava a apresentação das chamadas “ação de extinção de domínio”, cuja finalidade é decretar a extinção dos direitos de propriedade e posse e de outros direitos – destaque apresentado pela bancada do PR.

Progressão de pena: Retirado artigo que previa que condenado por crime contra administração pública só teria direito a progressão do regime de cumprimento de pena quando reparasse o dano causado ou devolvesse os recursos produtos do ato ilícito praticado – destaque apresentado pela bancada do PT.

Prescrição da pena: Retirados quatro artigos que endureciam as regras de prescrição de crimes, como a que estabelecia que o prazo de transcrição só começaria a ser contado após o ressarcimento integral do dano – emenda apresentada pela bancada do PT.

Enriquecimento ilícito: Retirado tipificação do crime de enriquecimento ilícito para funcionários públicos – destaque apresentado pelo bloco PP, PTB e PSC.

Acordo penal: Retirada possibilidade de Ministério Público e denunciado celebrarem acordo para aplicação imediata da pena antes da sentença judicial – destaque apresentado pela bancada do PSOL.

Acordo de leniência: Retirado trecho que previa que Ministério Público poderia celebrar acordo de leniência – destaque apresentado pela bancada do PT.

Responsabilização de partidos: Retirada da previsão de pena de suspensão do funcionamento dos partidos e da filiação do dirigente partidário responsável por crime de caixa 2 – destaque apresentado pelo bloco PP, PTB e PSC
Lei dos Partidos: Retirada de trecho que revogava artigo da Lei dos Partidos que estabelece que a responsabilização pessoal, civil e criminal de dirigentes partidários em razão da desaprovação de contas e atos ilícitos atribuídos ao partido só ocorre se a Justiça verificar irregularidade “grave e insanável”. Dessa forma, o artigo permanecerá na Lei dos Partidos – destaque apresentado pela bancada do PR.

MUDANÇAS QUE TINHAM SIDO APROVADAS NA COMISSÃO

Caixa 2: Inclui punição a quem praticar caixa 2 em nome do candidato ou do partido, como tesoureiros de campanha ou das legendas;

Reduziu multa a partidos para de 5% a 20% do valor de repasse da cota do fundo partidário referente ao ano em que o ato lesivo ocorreu. MPF queria multa de 10% a 40%.

Em caso de agravante, pena de 2 a 5 anos para caixa 2 será elevada em um terço, e não mais dobrada, como previsto.

Venda de voto: Tornou mais explícito que o eleitor que vender o voto também será responsabilizado, com pena de um a quatro anos.

Reportante do bem: Criou a figura do reportante: figura cuja denúncia a órgãos da Justiça ou à imprensa acarretar imposição de penalidades, poderá receber até 20% dos valores recuperados.

Crime de corrupção: Torna crime hediondo crimes de corrupção contra administração pública apenas quando o valor da vantagem for superior a 10 mil salários mínimos. Parecer anterior mencionava 100 salários mínimos.

Embargos declaratórios: Embargos declaratórios só poderão ser apresentados uma única vez e deverão ser respondido em um prazo de até 5 dias pela Justiça.

Ação Popular: Reincorporou normas para atualização da Lei da Ação Popular.

Prova ilícita: Deixa claro que provas ilícitas não poderão ser aceitas em processo.
Habeas Corpus: Retirou medidas que restringiam a concessão de habeas corpus; manteve apenas trecho que diz que juiz deverá “cientificar” MP e defesa para se manifestar sobre habeas corpus, caso instrumento tenha efeitos na investigação criminal ou processo penal.

Teste de integridade: Retirado por destaque apresentado pelo PT.

Prisão preventiva: Rejeitada proposta que permitia prisão preventiva com finalidade de permitir identificação, localização e devolução do produto do crime.

Cooperação internacional: Retirou artigos que regulavam cooperação jurídica internacional entre a Justiça brasileira e de outros países. (O povo)


Blog: Só quero dizer uma coisa... Esses deputados são bandidos e ladrões, mesmo!!!

"Política": Camilo, Cid e Ciro Gomes rompem com Domingos Filho em meio a racha na Assembleia

 
Marcada para esta quinta-feira, 1º, eleição para a presidência da Assembleia Legislativa já provocou sua primeira baixa na base aliada. Em meio à pesada disputa nos bastidores, foi confirmado nesta quarta-feira o rompimento político definitivo entre os grupos de Domingos Filho (PDT), conselheiro do TCM, e dos ex-governadores Cid e Ciro Gomes (PDT) no Estado.

Atualmente, o grupo dos Ferreira Gomes, que inclui o governador Camilo Santana (PT) e o prefeito Roberto Cláudio (PDT), apoiam reeleição de Zezinho Albuquerque (PDT). Segundo interlocutores, a ruptura ocorre por conta do apoio de Domingos à candidatura de Sérgio Aguiar (PDT) na disputa da Assembleia, que provocou intenso racha na base aliada.

O comportamento do conselheiro nos bastidores também teria incomodado aliados. Segundo uma fonte do Blog Política, Domingos teria utilizado sua influência no Tribunal de Contas para pressionar prefeitos e deputados em busca de apoios para Sérgio. Em troca, o conselheiro possuiria acordo com o atual presidente do TCM, Chico Aguiar, para assumir o comando da Corte.

Chico é pai de Sérgio Aguiar, que vem negando qualquer relação entre eleições no TCM e AL.



Fonte: O povo; com edição e formatação de texto, Luís Augusto

Força-tarefa da Lava Jato ameaça renúncia coletiva se novo projeto anticorrupção for sancionado.

 A força-tarefa da Operação Lava Jato reagiu nesta quarta-feira à desfiguração pelo plenário Câmara, nesta madrugada, das dez medidas contra a corrupção propostas pelo Ministério Público no ano passado.

Em entrevista coletiva no auditório da Procuradoria da República no Paraná, o chefe da equipe de procuradores da Lava Jato, Deltan Dallagnol, atacou a emenda que prevê a tipificação do abuso de autoridades por juízes, procuradores e promotores e disse que as investigações da Lava Jato podem acabar caso a “lei de intimidação”, como chama, for aprovada.

Não será possível continuar trabalhando na Lava Jato se a lei da intimidação for aprovada”, afirmou o procurador, que classificou a medida aprovada pelos deputados federais como “o golpe mais forte efetuado contra a Lava Jato concretamente em toda a sua história”.

O procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, um dos principais integrantes da força-tarefa da Lava Jato, também disse que a operação pode parar caso a emenda seja aprovada e falou em “renúncia coletiva”. “Vamos renunciar coletivamente à Lava Jato caso essa proposta seja sancionada pelo presidente”, disse Santos Lima.

Aproveitaram um projeto de combate à corrupção para se protegerem. O motivo é porque estamos investigando, estamos descobrindo fatos, iríamos chegar muito mais longe. O instinto é de preservação”, afirma o procurador.

A inclusão do abuso de autoridade no “pacote anticorrupção”, a partir de uma emenda da bancada do PDT, foi a primeira mudança aprovada na sessão. A emenda obteve o apoio de 313 deputados – muitos deles, enrolados no petrolão. Mais cedo nesta quarta-feira, Deltan Dallagnol já havia postado em seu perfil no Twitter que “está sendo aprovada a lei da intimidação contra promotores, juízes e grandes investigações”.

Citando a infame frase do senador e ex-ministro do Planejamento Romero Jucá (PMDB-RR) em conversa gravada com o ex-presidente da Transpetro e delator da Lava Jato Sérgio Machado, Dallagnol afirma que “o objetivo é estancar a sangria. Há evidente conflito de interesses entre o que a sociedade quer e o que o parlamento quer. Se instala a ditadura da corrupção”.


Com Revista Veja

DEFINITIVAMENTE! ESSA CASA NÃO REPRESENTA O POVO. Câmara aprova nesta quarta-feira (30) medida que pune juízes e promotores por abuso de autoridade

A Câmara dos Deputados aprovou na madrugada desta quarta-feira a proposta apresentada pelo líder do PDT, Weverton Rocha (MA), que propõe punir o abuso de autoridade praticado por magistrados e membros do Ministério Público (MP). O argumento dos parlamentares para a aprovação da medida foi que não poderia se admitir no país mais “privilégios a ninguém”.

Em votação nominal, a emenda ao pacote anticorrupção foi aprovada por 313 votos a favor, 132 contrários e cinco abstenções. “Essa emenda permite que todos se comportem dentro da lei”, disse o líder do PCdoB, Daniel Almeida (BA).

A deputada Clarissa Garotinho (sem partido-RJ) citou a prisão de seu pai, o ex-governador Anthony Garotinho, como “caso emblemático” de abuso de poder. “Hoje foi com Garotinho, amanhã pode ser com qualquer um.”

Calada da noite’ - Só DEM, PSDB, PROS e PHS liberaram suas bancadas. PPS, Rede, PV e PSOL orientaram voto não por considerem o tema inadequado para votação para não causar constrangimentos aos investigadores da Operação Lava Jato.

Vai parecer uma retaliação ao Judiciário e aos membros do Ministério Público”, pregou o líder da Rede, Alessandro Molon (RJ). “É um erro, é inoportuno”, acrescentou o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), criticando tal votação “na calada da noite”.

O relator do projeto, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), foi contrário à proposta e foi vaiado no plenário. Para constrangê-lo, o deputado Arthur Lira (PP-AL), chegou a mostrar um áudio onde Onyx defendia a aplicação de crime de responsabilidade para magistrados e membros do Ministério Público no período de análise do pacote na comissão especial.

Pela emenda apresentada, magistrados podem ser enquadrados por abuso de autoridade em pelo menos oito situações, entre elas, se “expressar, por qualquer meio de comunicação, opinião sobre processo pendente de julgamento”. A pena prevista é de seis meses a dois anos de prisão e multa.

Já no caso dos membros do Ministério Público, eles podem responder pelo crime se, entre outros motivos, promoverem a “instauração de procedimento sem que existam indícios mínimos de prática de algum delito”. Além da “sanção penal”, o procurador ou promotor poderia estar “sujeito a indenizar o denunciado pelos danos materiais, morais ou à imagem que houver provocado”.

Estadão conteúdo


Blog: Do texto original enviado pelo Ministério Público Federal, foram mantidos no pacote apenas a criminalização do caixa 2 de campanha eleitoral, o aumento de punição para crime de corrupção (com crime hediondo a partir de 10 mil salários mínimos), a transparência para tribunais na divulgação de dados processuais, limitação de recursos para protelação de processos e ação popular, este último incluído pelo relator no pacote. 
 
Toda a bancada do Ceará votou a favor da emenda. Dos 22 parlamentares cearenses, somente quatro estavam ausentes à votação: Moroni Torgan (DEM), Odorico Monteiros (Pros), Adail Carneiro (PP) e Vicente Arruda (PDT), sendo este último suplente do deputado Antonio Balhmann (PDT), atual secretário de Assuntos Internacionais do Governo do Ceará. 
 

Você ainda tinha dúvidas que nós éramos representados por criminosos e canalhas?




terça-feira, novembro 29, 2016

Artigo do jornalista e escritor Barros Alves sobre ditador cubano. Aliás, opinião bastante parecida com o que coloquei em meu programa de rádio de hoje, o jornal seara, na AM 780, em relação a Fidel Castro.

 
Com o título “A morte do grande ditador”, eis artigo do escritor e jornalista Barros Alves, que pode ser conferido no O POVO desta terça-feira. No texto, ele diz que “Fidel soube usar seu carisma pessoal para conquistar um séquito de ingênuos e mal informados, por um lado; de militantes de mau caráter, por outro. Intelectuais, inclusive.” Confira:

A morte não santifica os maus nem concede virtuosidade aos cafajestes. Por isso, em face do passamento do mais cruel ditador latino-americano do século XX, Fidel Castro, esqueço o axioma latino que ensina não se falar dos mortos a não ser de bem (De mortuis nil nisi bonum). Prometendo o paraíso, o revolucionário de Sierra Maestra chega ao poder em 1959. Desde então, Cuba vive sob um governo comunista que castrou as liberdades e ainda usa o terror como política de Estado. 

Fidel soube usar seu carisma pessoal para conquistar um séquito de ingênuos e mal informados, por um lado; de militantes de mau caráter, por outro. Intelectuais, inclusive. Teceu uma rede internacional de defesa da ditadura nepótica, violenta e corrupta que implantou na ilha.

Paradoxalmente, ao longo da segunda metade do século XX, gradas organizações que pregam a liberdade, como a Igreja e a universidade, quedaram encantadas diante do discurso vitimista do ditador cubano em face da democracia norte-americana, que reagiu ante os desatinos do ditador. A universidade deixou-se contaminar pelo canto de sereia de figuras paradigmáticas como “Che” Guevara, respeitável guerrilheiro, de quem Fidel ardilosamente se livrou para que não lhe fizesse sombra na disputa interna de poder. Che não era menos assassino do que Fidel. O comandante, porém, ladinamente, o transformou em ícone.

A Igreja, por sua vez, embarcou na heresia da Teologia da Libertação, pregando uma analogia barata entre o Reino de Deus e o governo da Revolução marxista-leninista. Essa “teologia” surgiu do pensamento vesgo de religiosos militantes da América Latina, sendo pioneiros na década de 1960, os pastores Richard Shaul e Rubem Alves, o frade Gustavo Gutierrez e, posteriormente, os irmãos franciscanos Clodovis e Leonardo Boff. Sem esquecer o irmão leigo e ardoroso defensor da ditadura cubana, dito equivocadamente “frei” Betto, porque até nisto ele constitui uma fraude, uma vez que não é frade dominicano como pensam os incautos.

Fidel morreu aos 90 anos sem cumprir o prometido aos cubanos. Seis décadas de tirania deixaram a ilha mais pobre em economia e liberdade, sufocada pela indignidade imposta e pela propaganda unilateral do Estado comunista. Os césares comunistas da ilha, porém, vivem burguesmente.


*Barros Alves

barrosalvespoeta@gmail.com
Jornalista e escritor.

População revoltada. Manifestantes ocupam prédio da Câmara Municipal de Crateús após última sessão do ano

Moradores querem que vereadores voltem atrás na decisão que aumentou os próprios salários, do prefeito e secretários.

Moradores de Crateús ocuparam na noite desta segunda-feira (28) as dependências da Câmara Municipal após o arquivamento do projeto de iniciativa popular contra a decisão do Legislativo que aumentou os salários dos vereadores, prefeito e secretários municipais.

Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-CE), representantes da Igreja Católita e sindicatos já haviam se manifestado contra o aumento, mas a pressão não foi suficiente para mudar a decisão dos parlamentares.


Revoltados com o fim da sessão e a manutenção do reajuste, um grupo de manifestantes invadiu a Câmara quando o prédio já estava sendo fechado. Houve princípio de tumulto e a policia militar foi acionada, mas não houve acordo, e a ocupação continuava até o início da manhã de hoje (29).

O presidente da Câmara Municipal, vereador João de Deus Ferreira, informa que irá entrar com pedido de reintegração de posse do prédio.


ENTENDA O CASO

Os vereadores aprovaram no dia 31 de outubro, após o primeiro turno das eleições deste ano, projeto de aumento de seus próprios salários, além dos vencimentos do prefeito e secretários municipais. Com a decisão, o salário dos vereadores passa de R$ 8.016,00 para R$ 10.101,00.


O presidente da Câmara Municipal e do prefeito passará a ser de R$ 18.144,00, valor maior que o recebido pelo governador Camilo Santana.

Por conta disso, um abaixo-assinado com mais de 7 mil assinaturas de moradores foi encaminhado à Justiça e o Ministério Público do Estado interveio com pedido para barrar a proposta.



Ceará news 7

GUERRA DE BASTIDORES MARCA A SUCESSÃO DA ASSEMBLEIA

Uma segunda-feira (28/11) tensa com fortes articulações de bastidores marcou a corrida sucessória a presidência da Assembléia Legislativa, a qual reflete um racha na base política do Governador Camilo Santana (PT) e dos seus patronos políticos Cid e Ciro Gomes que controlam o PDT. 

Dos 46 Deputados já é sabido que Renato Roseno do PSOL não votará em nenhum dos candidatos. Daí, 23 votos serão o mínimo necessário para ser eleito.

Camilo, Cid e RC receberam, na manhã de ontem, na residência oficial do governador, em Fortaleza, 21 deputados estaduais aliados para fortalecer apoio a reeleição de Zezinho Albuquerque (PDT). 

Mas o "rebelde" Sergio Aguiar (PDT)  terminou o dia com a uma sinalização de adesão do PMDB. O Deputado Carlomano Marques, eleito prefeito de Pacatuba, antecipou sua renuncia de mandato para não votar contra o Governador Camilo Santana de quem vai precisar de apoio para gerir seu município. Em sua vaga entra Leonardo Araújo também do PMDB. 

O Deputado de Camocim contabiliza 22 votos para sua eleição e numa consolidação da sua aliança com o grupo político de Domingos Filho, viu ontem seu aliado Odilon Aguiar (PSD) deixar a Secretaria da Agricultura e Pesca do Estado para habilitar-se na eleição de quinta (1º/12).

A disputa está acirrada e o voto secreto pode abrir espaço para traições em benefício de Sérgio, o que forçou o próprio Cid Gomes a entrar com tudo na campanha do aliado.


Com informações, blog do KT

segunda-feira, novembro 28, 2016

Cid Gomes entrou em campo para tentar consenso na disputa pela presidência da AL

 O clima ainda é de muita prudência na disputa pela presidência da Assembleia Legislativa. Alguns apostam em consenso, mas o impasse não está resolvido. Os dois candidatos, Sérgio Aguiar e Zezinho Albuquerque, ambos do PDT, seguem articulando.

Para chegar a um consenso, o ex-governador Cid Gomes entrou em campo para tentar articular uma saída, conforme o deputado federal e presidente estadual do PDT, André Figueiredo, que aposta na manutenção da unidade.

Segundo informou André Figueiredo ao jornal O Estado, a sigla delegou a Cid Gomes a missão de buscar uma “solução harmônica” entre os parlamentares. “Ele quem está representando o partido neste processo de diálogo. Cid tem habilidade nestas articulações. Acredito que possa buscar um consenso”, frisou ele.

Eleição

A eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Ceará para o biênio 2017/2018 será realizada na próxima quinta-feira (01/12), às 11 horas, no Plenário 13 de Maio. A confirmação ocorreu na última sexta-feira, quando o 1º vice-presidente do Poder, Tin Gomes (PHS) fez a leitura do ato convocatório assinado pelo presidente Zezinho Albuquerque.

E ainda

Na ocasião, serão eleitos os componentes dos seguintes cargos: presidente, 1º e 2º vice-presidentes, 1º, 2º, 3º e 4º secretários, além de três suplentes. A Mesa Diretora eleita tomará posse no dia 1º de fevereiro de 2017, conforme estabelece o Regimento Interno da Casa.


(com informações do Jornal O Estado)



FENECRAT 2016: Raquel Gobb do Sebrae participa do Jornal Seara ao vivo para falar da programação do Evento.

Na edição desta segunda-feira (28/11) do Jornal Seara pela Rádio Seara AM 780 de Nova Russas, teve a presença de Raquel Gobb, Analista do Sebrae de Crateús falou de toda programação da FENECRAT 2016 - Feira de Negócios da Região de Crateús que será no próximo dia 01 ao dia 03.

Também ela falou da participação de 1(uma) Empresa de Nova Russas do setor de Modas e também ela falou das novidades desse ano que uma delas será o local que será no Campus do IFCE de Crateús e da apresentação de negócio voltado para a energia renováveis.
Fotos: Luiz Sousa
Redação: Luiz Sousa

sexta-feira, novembro 25, 2016

Dividido pela anistia ao Caixa 2, PT pode perder até a metade da bancada


A  bancada petista rachou. O PT tem 58 deputados e o grupo majoritário – chamado Construindo um Novo Brasil (CNB) – é favorável à anistia ao caixa 2. Mas um grupo de 26 deputados divulgou um manifesto (leia aqui a íntegra) de repúdio à anistia.

A votação do projeto das 10 medidas contra a corrupção foi adiada nesta 5ª feira (24.nov). Deputados de vários partidos articulavam a votação de uma emenda que anistiasse os crimes de caixa 2 realizados no passado. A maior parte era da base aliada ao governo de Michel Temer.

Alguns petistas pediam a liberação de bancada. Os 26 que assinaram o documento contra a anistia são membros do Muda PT, união de grupos mais à esquerda dentro do partido. O dissenso pode ser a gota d’água para uma diáspora da legenda.

A vice-líder do partido na Câmara, deputada Maria do Rosário (RS), é de uma das correntes que integra o grupo Muda PT. Segundo ela, há um descontentamento desses 26 deputados com decisões internas.

Não só a anistia ao caixa 2, mas muito tem acontecido no PT que deixa essa parte da bancada descontente e faz com que pense nisso [deixar a legenda]”, afirmou. “Mas ainda há muito a se perder [ao sair do PT]. O partido ainda tem uma base social forte”, disse.

Caso esses 26 deputados deixem a legenda, a bancada ficará com 32 cadeiras. Seria o menor número desde 1986, há 30 anos, na 2ª eleição disputada pelo partido, quando elegeu 16 deputados.


Na 1ª eleição do ex-presidente Lula, o partido teve seu auge de eleitos: 91. Em 2006 e 2014, pleitos próximos a escândalos de corrupção envolvendo a legenda, a bancada teve queda: 83 e 69 deputados, respectivamente.

Desde as eleições de 2014, a bancada já perdeu 11 deputados. Somados aos 26 que ameaçam a debandada agora, poderia significar um encolhimento de mais da metade da bancada eleita em 2014.


(Blog do Fernando Rodrigues)

PROF. E RADIALISTA REGINALDO SILVA REPERCUTE EM SEU BLOG, A DECISÃO DA CÂMARA MUNICIPAL QUE PROMOVE O RESGATE POLÍTICO DO EX-PREFEITO ACÁCIO

Nova Russas: o Leão está de volta. Por Reginaldo Silva
EDITORIAL

A Câmara Municipal de Nova Russas votou na última sessão,23,  as Contas de Governo do ex-prefeito Luis Acácio de Sousa referente ao exercício  de 2008. O fato curioso é que as mesmas contas já haviam sido votadas e desaprovadas anteriormente pelo Poder Legislativo.

Não sei se o ex-prefeito foi beneficiado pelo princípio da autotutela, que consiste no dever da Administração Pública rever seus próprios atos, quando apresentarem erros e vícios, restaurando a regularidade da situação.

Não conheço o processo, portanto, não quero emitir nenhum juízo de valor. Todovia, se faz necessários alguns questionamentos e esclarecimentos para a população.

Qual fato novo teria motivado a aprovação das contas do ex-prefeito Acácio?
Foram apresentados novos documentos que comprovem a aplicação de recursos nos vários setores da administração pública neste período?

2008 foi o ano em que o ex-prefeito deixou de pagar o mês de dezembro e o 13º salário dos servidores públicos de Nova Russas. Motivo constante de questões judiciais envolvendo o Sindicato dos Servidores Públicos e a Prefeitura Municipal. Qual foi a justificativa do ex-gestor para essas questões?

Que o ex-prefeito Acácio é articulador e tem trânsito livre em todas as facções políticas não temos dúvida. Comprovação maior vem do resultado da votação em que o ex-prefeito conseguiu unanimidade entre os parlamentares, 12 votos favoráveis.

Mesmo que Acácio tenha sido beneficiado pelo princípio da autotutela, a Legislação da Câmara também determina que em casos de votação de contas públicas, mesmo sendo um julgamento político, é imperioso  que as obras e serviços sejam vistoriadas, os processos examinados, documentos e papéis sejam fiscalizados, podendo ainda a qualquer momento requisitar documentos das repartições da Prefeitura e solicitar esclarecimentos complementares ao gestor para esclarecer partes obscuras. Se todos esses itens foram plenamente atendidos e a população tomou conhecimento dos fatos, não há o que ser questionado.

O fato é que com essa votação e com as contas de 2008 aprovadas, se não houver outros impedimentos, Acácio poderá voltar ao cenário das disputas eleitorais.

Das duas uma, ou a classe política está subestimando o velho Leão, ou o velho Leão voltou ao seu estilo original.


Sem querer, Lula ‘admite’ ser dono de tríplex

 Por essa nem os investigadores da Lava Jato esperavam. Em um congresso de professores em Serra Negra, no interior de São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez mais um de seus inflamados discursos contra os veículos de imprensa. Tudo normal, não fosse por um detalhe. Num dado momento em que reclamava da cobertura da mídia em relação ao governo Temer, Lula deixou escapar a seguinte frase: “Vocês percebem que não dão destaque ao apartamento do Geddel como deram ao meu tríplex”. Será que foi força de expressão ou ato falho?

Banhistas encontram muito dinheiro boiando em praia do Rio

 Parece história de pescador, mas aconteceu de verdade: várias notas de dinheiro apareceram boiando, misteriosamente, na Praia da Urca, no Rio, no último domingo (20).

Banhistas e pescadores que aproveitavam o dia de sol acabaram nadando em dinheiro, literalmente, e saíram de lá com uma verba extra para o fim do ano.

As notas encontradas eram altas, de 50 reais ou 100 reais. Ninguém se preocupou com a sujeira na água e todo mundo pulou para resgatar as notas que apareceram no local. A notícia chamou atenção de quem passava na rua. Curiosos se juntaram para tentar pegar uma das notinhas, que pareciam mágicas.

O cara está achando dinheiro na praia… Eu nunca vi isso, não! Primeira vez, final do ano, achando dinheiro na praia!”, disse um pedestre que passava pelo local.

Alguns pescadores conseguiram retirar várias notas da água. “Tirei muita coisa, 800 reais. Teve gente que tirou 1 mil reais”, contou um pescador, que disse ainda que as notas apareceram por lá durante a manhã.

Ninguém sabe como o valor tão alto foi parar no mar. As teorias foram surgindo no boca a boca dos pescadores. “Tava jogado aí no fundo aí… Algum milionário que passou aí jogou aí…”, sugeriu um deles. 


Fonte: O Sul

quinta-feira, novembro 24, 2016

Nitroglicerina pura: Delação da Odebrecht assombra até o STF


 
Novas denúncias fazem outras delações parecerem 'bobagem'

As primeiras informações que chegaram ao Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o teor da megadelação dos executivos da Odebrecht deixaram ministros “particularmente preocupados”, segundo um deles. Eles se preocupam com a estabilidade política do País de tão graves e amplas. O assombro decorre dos depoimentos preliminares dos delatores, que fará parecer “bobagem” o que foi revelado até agora.


As delações vão enriquecer os inquéritos abertos no STF com provas robustas, sem deixar dúvidas quanto à condenação dos investigados.

A impressão que se tem, na força-tarefa da Lava Jato, é exagerada: “não vai sobrar ninguém na classe política”, diz um dos investigadores.

Emílio Odebrecht, o “amigo EO” de Lula, liderou a iniciativa da delação para a empresa sobreviver. Ofereceu prêmio e 78 executivos aderiram.


Diário do poder

TSE revoga prisão de Garotinho

 Por 6 a 1, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta quinta-feira (24) revogar a prisão preventiva do ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PR).

O TSE fixou uma série de medidas cautelares que deverão ser cumpridas por Garotinho. O ex-governador não poderá manter contato com 36 testemunhas arroladas pelo Ministério Público no processo, terá de comparecer a todos os atos processuais na Justiça, além de pagar fiança de 100 salários mínimos (R$ 88.000), conforme defendido pela relatora do habeas corpus, ministra Luciana Lóssio.

A Corte Eleitoral ainda proibiu Garotinho de retornar a Campos dos Goytacazes até o final da instrução do processo (fase de coleta de provas) e não se ausentar por mais de três dias do endereço onde for morar.

NORDESTE. ESTARÍAMOS NOS APROXIMANDO DO FIM DA SECA?

 A falta de chuva no Nordeste é responsável por 60% do prejuízo causado por problemas climáticos no Brasil. Não era para menos. Com cinco anos de estiagem, rios secaram na região, animais morreram e vários produtores desistiram de plantar.

Vivemos nesse período um dos El Niños mais fortes da história. Ele foi um dos grandes responsáveis pela estiagem. O fenômeno agora mudou. Com o La Niña em curso, o quadro é outro. As chuvas vão retornar para o Nordeste. Em algumas localidades isso já aconteceu.

Neste momento estamos com uma janela de tempo seco no Nordeste por causa de um sistema meteorológico chamado de vórtice ciclônico de altos níveis, o VCAN. Este sistema impedirá apenas momentaneamente a atuação das instabilidades.

quarta-feira, novembro 23, 2016

COMISSÃO DO SENADO APROVA PENAS MAIS DURAS PARA QUEM DIRIGIR EMBRIAGADO

 
 O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) poderá sofrer nova mudança para endurecer a punição para quem comete crimes ao dirigir, especialmente sob efeito de álcool ou outra substância entorpecente. A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou, nesta quarta-feira (23), Projeto de Lei da Câmara (PLC 144/2015) que cria o tipo penal qualificado de “lesão corporal culposa na direção de veículo automotor”.

A proposta recebeu parecer favorável do relator, senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), e duas emendas do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG). O texto segue para o Plenário do Senado, com pedido de votação em regime de urgência.

O projeto inova ao tipificar o envolvimento de um motorista com capacidade psicomotora alterada pelo consumo de álcool ou drogas em acidente de trânsito que resulte em lesão corporal grave ou gravíssima. A pena estipulada é de dois a cinco anos de reclusão. Para Aloysio, “tal providência supre uma lacuna legislativa, tendo em vista que a qualificadora em questão somente existe atualmente no caso de homicídio culposo”.


Via Sobral de prima

Relator enxuga texto das medidas contra a corrupção

O relator Onyx Lorenzoni (DEM-RS) enxugou de 17 para 12 as propostas presentes no pacote de medidas contra a corrupção. Cinco itens que haviam sido incluídos no parecer preliminar do deputado federal foram suprimidos. Lorenzoni apresentou o relatório para a comissão especial da Câmara que analisa o projeto na noite desta terça-feira. A votação do texto no colegiado, prevista para esta terça, foi adiada para quarta, a partir das 9h.

As propostas, originalmente do MPF (Ministério Público Federal), foram enviadas à Câmara com o apoio de 2 milhões de assinaturas.

Lorenzoni também fez mudanças na realização do chamado teste de integridade. O teste não poderá ser a única prova para condenação, servindo apenas para efeito administrativo. O crime de responsabilidade para magistrados e membros do Ministério Público continuou fora do relatório. O relator afirmou que a intenção é tratar o projeto fora do pacote.

O deputado manteve a criminalização do caixa dois e o veto à inclusão da prova ilícita e à prisão preventiva com objetivo de recuperar recursos. Lorenzoni manteve o ponto sobre o enriquecimento ilícito, a criminalização do eleitor que vende seu voto, a proposta de acordo de leniência e o “reportante do bem” (fonte que denuncia o crime, mas não tem envolvimento com o ilícito).

Lorenzoni disse que as medidas que não couberam em seu relatório serão encaminhadas à comissão especial que analisa o novo Código de Processo Penal.

REFORMA: RELATOR MANTÉM COMO CRIME A PRÁTICA DE CAIXA DOIS EM CAMPANHAS


O relator do projeto que estabelece medidas contra a corrupção (PL 4850/16), deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), manteve como crime a prática de caixa dois em campanhas eleitorais, no terceiro substitutivo que apresentou à proposta. Ele acrescentou, neste ponto, uma medida que não estava prevista no seu relatório anterior: a criminalização do eleitor que vender o voto.

De acordo com a proposta, passa a ser considerado crime de caixa dois arrecadar, receber, manter, movimentar, gastar ou utilizar valores, bens ou serviços estimáveis em dinheiro, paralelamente à contabilidade exigida pela legislação eleitoral, com pena de reclusão de dois a cinco anos, e multa. As penas serão aplicadas em dobro se os recursos forem provenientes de fontes vedadas pela legislação eleitoral. Incorre na mesma pena o doador de campanha.

Detran do Ceará passa a oferecer emplacamento e transferência pela Internet, o serviço já está em funcionamento.

 O Detran oferece um novo serviço ao cidadão: iniciar o processo do primeiro emplacamento e transferência de veículo pela página do órgão na Internet: http://csi.detran.ce.gov.br.  Todo o processo começa com o preenchimento do número do chassi do veículo, registrado na nota fiscal. Caso o proprietário informe o chassi sem que tenha sido emitida nota fiscal eletrônica, o procedimento não poderá ser realizado. O serviço já pode ser acessado, mediante a nota fiscal eletrônica de compra. 

Ao ser aberta a página na Central de Serviços, o cidadão clica sobre a opção “Veículos” e escolhe o procedimento “primeiro emplacamento de veículo novo (zero km)”, optando por uma entre as duas categorias: particular e aluguel.

Para o procedimento da transferência: somente proprietários de veículos registrados em qualquer um dos 184 municípios cearenses é que podem usar a página do Detran na Internet para fazer transferência de veículos. Para isso, já deve existir a comunicação eletrônica de venda ativa no cartório, também chamado de DUT eletrônico, e não possuir nenhuma solicitação de mudança de suas características, sem necessidade de ser feita a inspeção do Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos, Sinav.



Veja aqui íntegra do Manual de Atendimento pela Internet.


(Site do Detran-CE)

terça-feira, novembro 22, 2016

BNB investirá em 2017 no Novo Crediamigo

O presidente do Banco do Nordeste, Marcos Holanda, anuncia: a Instituição reforçará sua atuação no segmento de microcrédito com o “Crediamigo 3.0”. A nova versão do programa nasce com objetivo de alcançar 3 milhões de clientes no próximo exercício.

Para isso, inovações tecnológicas serão incorporadas aos processos operacionais. Entre novidades já implantadas em 2016 está o “Crediamigo Mais”, linha que permite ao cliente tomar empréstimos de até R$ 15 mil, com taxas em torno de 2% a.m.

Esse é um plus que o BNB dá visando também contribuir com o incremento da formalização dos negócios em todo o Nordeste”, acentua Marcos Holanda.


Fonte: Blog do Eliomar de Lima

O GOVERNO ATUAL, TEM O MESMO DNA DO ANTERIOR


Aprovado, relatório de Onix será revolução no combate à corrupção, diz Dallagnol

 O procurador Deltan Dallagnol, que coordena a força-tarefa da Procuradoria na Operação Lava Jato, afirmou na manhã desta terça-feira, 22, em entrevista à Rádio Estadão, que a aprovação do projeto que estabelece as 10 medidas contra a corrupção, em tramitação no Congresso Nacional, é fundamental para recuperar os recursos desviados pela corrupção e para mudar a cultura de combate a esses crimes no País.

A comissão da Câmara que analisa o projeto de lei com esse pacote de medidas, proposto pelo Ministério Público Federal, volta a se reunir nesta terça a partir das 14h para tentar votar o parecer final do deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), relator da matéria. “Se as medidas previstas no relatório do Onix forem aprovadas, será uma revolução no combate à corrupção”, reiterou Dallagnol.

O procurador defendeu a criminalização do caixa 2, presente no relatório de Onyx, reiterando que “caixa 2 não é processado pela Lava Jato, mas pela Justiça Eleitoral”.

Na entrevista, Dallagnol falou do receio de que as investigações em curso possam atingir membros do parlamento e, com isso, o corporativismo ser usado para tentar barrar as operações em curso na Lava Jato.

Várias pessoas no Congresso Nacional podem ser envolvidas em processos de investigação (da Lava Jato). Meu receio é que isso seja usado para obstruir as operações”, disse. Apesar da afirmação, o coordenador da Procuradoria na Lava Jato afirmou que essa operação não tem prazo para acabar. Mesmo se restringindo a investigar a corrupção na Petrobras, as investigações têm produzido desdobramentos e dando origem a outros fatiamentos do processo.



Com informações, Estadão Conteúdo

O juiz federal Sérgio Moro se irrita com advogados de Lula e grita em audiência

 O depoimento do ex-senador Delcídio do Amaral como testemunha no processo contra o ex-presidente Lula, nesta segunda-feira (21), entrou para a história da Operação Lava Jato como a primeira vez em que o juiz federal Sergio Moro gritou em uma audiência. Depois de dois anos e meio de rotineiras oitivas na 13ª Vara Federal de Curitiba, o magistrado se irritou com as sucessivas questões de ordem pedidas pela defesa de Lula enquanto o Ministério Público Federal e ele próprio questionavam Delcídio.

Após as perguntas da defesa de Lula e o início dos “esclarecimentos do juízo”, como diz Moro, os advogados do petista passaram a reclamar que as questões do juiz e as respostas de Delcídio do Amaral abordariam pontos fora do processo e, assim, demandariam novas perguntas pela defesa.

Cristiano Zanin Martins, Roberto Teixeira, Jair Cirino dos Santos, José Roberto Batochio e Juarez Cirino dos Santos representaram Lula e a ex-primeira-dama Marisa Letícia diante de Sergio Moro.

Quando o magistrado questionou o ex-senador sobre a mudança na lógica de indicações à diretoria da Petrobras a partir do enfraquecimento do governo Lula no mensalão, um dos advogados do ex-presidente o interrompeu e, então, travou-se o seguinte diálogo:

Advogado de Lula: Eu sou obrigado a pedir de novo uma questão de ordem. A questão é muito simples, Vossa Excelência está violando o princípio da ampla defesa, está perguntando à testemunha sobre fatos que não foram objeto da inquirição de hoje e está daí criando a necessidade de novas perguntas por parte da defesa, se vossa excelência permitir, senão fica um desequilíbrio no processo.

Sergio Moro: Tem uma ordem legal, doutor, de oitiva, primeiro Ministério Público, depois defesa e esclarecimentos do juízo.

Advogado de Lula: Mas o juízo só pergunta sobre questões que forem objeto da inquirição e pontos não esclarecidos.

Sergio Moro: [levantando a voz] Essa é a posição do juízo, doutor. Neste caso, é o que estou fazendo.
Advogado de Lula: Mas não é a posição do código de processo, é uma coisa que o senhor não pode fazer

Sergio Moro: Como eu presido essa audiência, então eu entendo que eu posso fazer na minha interpretação.

Advogado de Lula: Então fica o protesto da defesa contra o comportamento de Vossa Excelência, que viola o código de processo penal.

Sergio Moro: Na sua interpretação, doutor. Na interpretação correta do código, o juiz pode fazer…
Advogado de Lula: Na interpretação de todos que trabalham com processo penal. Somos
professores de processo penal.

Sergio Moro: Tá ótimo então, eu vou seguir com minhas indagações aqui, se a defesa permitir, evidentemente…


Fonte: Revista Veja

TCM aponta indícios de desmonte em todos os municípios fiscalizados

 
O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) entregou ao Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) mais seis relatórios oriundos de visitas feitas às administrações que apresentaram indícios de desmontes no interior cearense.
As informações compartilhadas com a Procuradoria de Justiça dos Crimes contra a Administração Pública (Procap) hoje serão referentes às inspeções feitas aos municípios de Crateús, Granja, Iguatu, Icó, Independência e Martinópole, realizadas entre os dias 7 e 11 de novembro.

Com a entrega de mais seis documentos, o TCM chega ao número total de 23 relatórios produzidos nas últimas semanas, após identificar irregularidades. De acordo com o Tribunal, se em alguma visita nada for encontrado que comprovem as denúncias, os relatórios não chegam a ser encaminhados à Procap. No total, 26 Cidades foram visitadas e três avaliações ainda estão sendo produzidas.


(O Povo)

segunda-feira, novembro 21, 2016

ZÉ ROBERTO E OS OUTROS, FORAM AUTUADOS POR ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA, COM BASE NO ARTIGO 288 DO CÓDIGO PENAL BRASILEIRO

 
DELEGADO DO CASO, DIZ QUE VEREADOR DARIA SUPORTE LOGÍSTICO A QUADRILHA SUSPEITA DE ROUBOS A BANCO


O vereador reeleito de Nova Russas, José Roberto Alves da Costa (PRTB), seria o responsável pelo suporte logístico à quadrilha suspeita de roubos a bancos, conforme a investigação inicial da Polícia Civil do Ceará. Ele foi preso na tarde da última sexta-feira, 18, com outros quatro suspeitos de planejar um assalto a carro-forte. Os detalhes sobre o caso foram divulgados na manhã desta segunda-feira, 21, na sede da Delegacia de Roubos e Furtos, em Fortaleza.

Os cinco suspeitos estavam em um Audi A3, com placa de Juiz de Fora, e foram detidos em abordagem do Comando Tático Rural (Cotar), no Distrito de Inhuçú entre Guaraciaba do Norte e São Benedito, por volta das 17h30min. Eles chegaram a repassar nomes falsos e, após vistoria, a Polícia Militar encontrou conversas sobre o planejamento do  assalto a carro-forte em Sobral e fotos de armas nos sete celulares apreendidos com o grupo.

De acordo com o delegado, a prisão do vereador não implica na perda imediata do mandato. O inquérito do caso será encaminhado à Justiça, que deve decidir a culpa dele nos crimes. "Em uma das conversas, o Douglas solicitava para o vereador uma identidade falsa. Não há dúvidas de que eles organizavam um assalto a um carro-forte. Em efeitos secundários, a investigação pode culminar na perda do mandato", disse o delegado-adjunto da DRF, Eduardo Tomé.

O grupo é suspeito de participar do roubo de uma agência do Banco do Brasil, no dia anterior às prisões, no município de Castelo do Piauí, que faz divisa com o Ceará. Os cincos foram autuados por associação criminosa, com base no artigo 288 do Código Penal Brasileiro.

"Um veículo de cinco pessoas já é uma situação que merece muita atenção. Eles jogaram conversas à toa, que estavam visitando o Ceará e estavam a passeio. Mas, a patrulha resolveu olhar cada celular", frisou o tenente-coronel Martins.

O motorista do veículo disse que o carro era emprestado de seu cunhado e foi utilizado para viagem até o Rio de Janeiro, onde os dois cariocas haviam sido buscados após baile funk. A Polícia Civil informou que os dois suspeitos do Rio teriam ligação com o Comando Vermelho (CV); um deles era foragido do sistema penitenciário de Caucaia e o outro do presídio de Bangu (RJ).

Jornal O Povo
Foto: Redes Sociais



Começa a ser pago hoje segunda-feira (21) PIS/Pasep 2015

 O Ministério do Trabalho liberou hoje segunda-feira (21), o pagamento do Abono Salarial do PIS/ Pasep ano-base 2015 para os trabalhadores nascidos no mês de novembro. Também a partir desta data, o benefício estará disponível para os servidores públicos com final da inscrição 4.

Os trabalhadores da iniciativa privada poderão retirar o dinheiro em qualquer agência da Caixa Econômica do País. Já os servidores públicos devem sacar o valor no Banco do Brasil. O recurso fica disponível para saque até 30 de junho de 2017. Entretanto, os beneficiários devem seguir o calendário de saques programado para o PIS/Pasep para evitar tumultos nas agências bancárias.


(com informações Agências)

Projeto contra corrupção coloca Câmara e MP em conflito

O conflito é que procuradores e juízes não querem nenhuma punição quando cometerem abusos e fizeram um acordo com o relator da matéria no Congresso, Onix Lorezoni (DEM-RS) para não colocar nada de punição contra juízes e procuradores no projeto anticorrupção, mesmo que se excedam.

Aí os deputados da comissão de vários partidos não deram quorum. Os procuradores ficam então tentando colocar a sociedade contra os deputados.

Governo do Ceará estuda aumentar ICMS, cortar gastos e aumentar fiscalização para arrecada mais

O Governo do Ceará vai adotar novas medidas de austeridade, que incluem corte de despesas e aumento de receitas. O pacote de cortes já está apronto e será apresentado ao governador Camilo Santana na próxima semana, entrando em vigor ainda neste ano, conforme o secretário da Fazenda, Mauro Filho. 

O Estado também vai intensificar a fiscalização junto às empresas para evitar a sonegação. Além disso, está em análise o aumento da alíquota base do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Mauro Filho também afirmou que a decisão de elevar de 17% para 18% a alíquota modal de ICMS do Estado em 2017 deve ser tomada só em dezembro, após a avaliação dos resultados fiscais de novembro.

Membros da Aneel e de Minas e Energia terão que explicar o porquê do aumento de 5% da conta de luz

O secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, e o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, vão tentar explicar aos deputados por que o País terá de abraçar um aumento médio de 5% nas contas de luz.

A audiência pública na Comissão de Minas e Energia, convocada pelo deputado Fábio Garcia (PSB-MT), tende a ser explosiva. O assunto é o típico usado por parlamentares de todas as hordas para construir discursos populistas, em que falam sobre o que não entendem e defendem o que não acreditam.

Mas a turma que estudar o assunto e quiser apertar os convidados pode pedir que eles expliquem, de preferência, até a nona casa decimal, como os brasileiros pagarão R$ 55 bilhões às transmissoras de energia pelos próximos oito anos, segundo os cálculos da Aneel.

CUNHA DIZ TER VOTOS NO STF PARA SER SOLTO

 O deputado cassado Eduardo Cunha vem dizendo que tem votos suficientes entre ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para ser solto.

As informações são da coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo, deste domingo (20).

O ex-presidente da Câmara afirma ter apoio entre a maioria dos ministros da Segunda Turma do Supremo, a responsável pela Lava Jato. Integram o grupo os ministros Celso de Mello, Gilmar Mendes, José Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Teori Zavascki.

Cunha está preso desde 19 de outubro na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba por acusação de receber propina de contrato de exploração de petróleo no Benin, na África, e de ter contas na Suíça para lavar o dinheiro.

Servidores das universidades federais cearenses fazem campanha contra a PEC dos Gastos Públicos

 Uma campanha contra a aprovação da PEC 55 (ex-241), que limita os gastos públicos e já batizada de “PEC da Morte”, ganha as ruas de Fortaleza.

Vários outdoors foram espalhados em pontos estratégicos de Fortaleza alertando aos senadores cearenses para que se oponham a essa iniciativa do presidente Michel Temer.

Quem banca é o Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais do Ceará, que representa a Federação das Associações dos Servidores das Universidades Federais do Brasil (Fasubra).

DETALHE – Bom lembrar que, por conta dessa PEC – já aprovada na Câmara dos Deputados sob o nº 241, as universidades federais estão em greve.



Blog do Eliomar de Lima

Banco do Brasil vai fechar agências e aposentar 18 mil funcionários

 O Banco do Brasil (BB) vai detalhar nesta segunda-feira, em coletiva de imprensa, um plano de reestruturação da instituição que reduzirá o número de agências e oferecerá um plano de aposentadoria incentivada para até 18 mil funcionários. 

Estimativas obtidas pelo Broadcast, do Grupo Estado, apontam uma economia total de, aproximadamente, R$ 2,7 bilhões em 2017 somando a redução da estrutura física, corporativa e de pessoal, no caso de a adesão ao incentivo da aposentadoria antecipada chegue a 10 mil funcionários.

Comunicado da CVM - Segundo comunicado ao mercado divulgado no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o BB fechará 402 agências em todo o País e transformará outras 379 em postos de atendimento ao longo do próximo ano. A economia anual com o enxugamento da estrutura é estimada pelo BB em R$ 750 milhões, sendo R$ 450 milhões da nova estrutura organizacional e R$ 300 milhões de redução de gastos com transporte de valores, segurança, locação e condomínios, manutenção de imóveis, entre outras despesas.

Estrutura atual -Atualmente, o BB conta com 5.430 agências e 1.791 postos de atendimento. O banco também fechará 28 superintendências regionais de varejo e três de governo de um total de 140.

Fim de semana violento deixa 31 mortos no Ceará. Entre as vítimas, um policial rodoviário, assassinado por assaltantes


Ao menos, 31 pessoas tiveram morte violenta durante o fim de semana  em todo o Estado do Ceará. Contudo, a criminalidade fez mais vítimas na Capital, onde 13 pessoas foram assassinadas entre a tarde da última sexta-feira (18) e o começo da noite de domingo (20). Entre elas, está um policial rodoviário federal. O balanço, no entanto, é parcial.

Um triplo e um duplo  homicídios foram registrados em Fortaleza durante o período. Ainda na sexta-feira, por volta de 16 horas, dois homens foram executados, a tiros, no bairro Quintino Cunha. No sábado, um tiroteio deixou três mortos e dois feridos na Barra do Ceará.  Na manhã de domingo, mais um homicídio ocorreu no mesmo bairro.

Em Fortaleza, os 13 homicídios ocorreram nos seguintes bairros: Barra do Ceará (quatro mortos), Quintino Cunha (dois mortos), Pici, Vila Velha, Sabiaguaba, Siqueira, Praia do Futuro,  José Bonifácio e Ancuri.

Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), dois homicídios foram registrados nos Municípios de Pacajus e Maracanaú.

Sertão - Dez pessoas foram assassinadas no Interior do Estado. Na região Norte, ocorreram crimes de morte nos Municípios de Nova Russas, Sobral e Itatira. No Interior Sul, foram sete homicídios em Crato (dois casos), Nova Jaguaribara, Araripe, Russas, Quixeramobim e Irapuan Pinheiro.

E, além dos 25 assassinatos, outras seis pessoas morreram em acidentes de trânsito nos seguintes Municípios: Tabuleiro do Norte (duas vítimas), Paraipaba, Tauá (dois casos) e em Fortaleza, no bairro Conjunto Ceará.

Policial - Entre as 13 pessoas assassinadas no fim de semana em Fortaleza está um policial rodoviário federal. Tratava-se de Paulo Rolney Vidal, 37 anos. Ele foi atacado por dois assaltantes em um restaurante situado na Rua Coronel Solon, no bairro de Fátima. O policial reagiu e houve troca de tiros.   Mesmo ferido, Rolney ainda conseguiu acertar tiros nos ladrões. A dupla fugiu, mas foi presa pela PM na Avenida Dom Manuel esquina com a Rua Pinto Madeira.

O policial rodoviário foi encaminhado ao Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro), onde foi encaminhado à Sala de Ressuscitação, mas não resistiu, falecendo pouco tempo depois. No mesmo hospital deu entrada um dos assaltantes baleado. O outro foi encaminhado ao 34º DP (Centro) e autuado em flagrante por crime de latrocínio (roubo seguido de morte). 


Com informações, Fernando Ribeiro via Ceará News 7



Destaque

De acordo com Data folha Nordeste é o obstáculo para a vitória de Bolsonaro no 1º turno

 Sem o Nordeste, Bolsonaro teria cerca de 34% das intenções de voto pelo Datafolha É a fidelidade a Lula (via Haddad) e a opção por Ciro...