segunda-feira, outubro 03, 2016

Fim da linha. Noblat retrata decadência do PT com derrota esmagadora nas urnas em todo o país

'O que o PT não dirá jamais é que a culpa pelo aconteceu é dele e de mais ninguém', escreve o colunista do O Globo.



O resultado final das eleições deste domingo (2) comprovaram a decadência do Partido dos Trabalhadores em todo o país. O partido concorreu às prefeituras com 989 candidatos, quase 44% a menos do que há quatro anos. Em 220 cidades, candidatos do PT concorreram sozinho, é o caso de Fortaleza com a ex-prefeita e atual deputada federal Luizianne Lins.

Em texto publicado na edição de hoje do jornal O Globo, o colunista Ricardo Noblat retrata a decadência do partido fundado pelo ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, que é considerado o grande derrotado. Leia um trecho abaixo:
ESTAVA ESCRITO

Previsível o discurso com o qual o PT pretende explicar a esmagadora derrota colhida ontem. Como ele poderia ter ganhado depois de submetido ao "bombardeiro seletivo de falsas denúncias" promovido nos últimos dois anos pela Lava-Jato? Ele só, não.

Nenhum partido em iguais condições alcançaria resultado diferente. O que o PT não dirá jamais é que a culpa pelo aconteceu é dele e de mais ninguém.

FALTARAM MILHÕES de votos para que o PT vencesse. E faltou PT para disputá-los. O partido concorreu às prefeituras com 989 candidatos, quase 44% a menos do que há quatro anos.

Sua campanha foi rejeitada por partidos tradicionalmente aliados dele. Em 220 cidades, candidatos do PT concorreram sozinhos. Somente em São Paulo, 36 dos prefeitos eleitos em 2012 abandonaram o partido para tentar se reeleger por outros.

Nenhum comentário:

Destaque

Explicando as diferenças entre conservadores e progressistas

 Na hora de votar, muito além das pessoas físicas dos candidatos, precisamos analisar bem qual dos projetos queremos para nós   Conse...