quarta-feira, agosto 17, 2016

Seca atinge nível mais grave no sul do Ceará e é das piores da região

 Pela primeira vez neste ano, parte do Ceará registrou nível de “seca excepcional”, o mais drástico na escala de estiagem da Agência Nacional das Águas (ANA). A pior situação ocorre no Cariri e na parte inferior do Sertão dos Inhamuns, atingindo ao menos 20 municípios. 

Não existem áreas livres de seca em toda a região nordestina. O Ceará é um dos quatro estados cuja situação é mais crítica, em razão das áreas consideradas de seca excepcional. Outros estados em condição semelhante são Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Pelo relatório, a intensidade da seca no Ceará varia entre moderada, grave, extrema e excepcional. Não havia registro de áreas com máxima intensidade de seca no Estado desde dezembro do ano passado, quando estiagem se agravou no Cariri, Inhamuns, Sertão Central e Jaguaribe.

A tendência é que a seca se agrave até dezembro, quando começa a pré-estação chuvosa”, afirma Raul Fritz, meteorologista da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos.


 (Funceme)



Nenhum comentário: