segunda-feira, fevereiro 22, 2016

PAÍS IMORAL. A folia de um deputado licenciado

Deputado Carlomano Marques, é o de chapéu
 Um problema aparentemente superado na Assembleia Legislativa do Ceará ameaça voltar a prejudicar a imagem da Casa: o suposto uso irregular de licenças médicas por parte dos parlamentares. No dia 4, o plenário renovou por 125 dias o afastamento do deputado Carlomano Marques (PMDB), que desde setembro do ano passado não desempenha suas atividades por conta de uma cirurgia cardíaca. 

Contudo, fotos recentes do peemedebista, enviadas ao O POVO, em momentos comemorativos e até carnavalescos - quando, em tese, deveria estar em repouso -, põem em xeque a forma de uso do benefício.

Os eventos que contaram com a participação do parlamentar aconteceram em Pacatuba, cidade onde ele é pré-candidato a prefeito. A presença em vários deles é admitida pelo próprio Carlomano, em entrevista que você confere na próxima página.

Atualmente, além de não precisar pisar no Parlamento, o deputado licenciado devido a alguma enfermidade continua a receber subsídio de R$ 25,3 mil, Verba de Desempenho Parlamentar (VDP) de R$ 31,5 mil por mês e verba de assessoramento também mensal da ordem de R$ 69 mil. O suplente recebe os mesmos dois primeiros valores e R$ 15,6 mil todo mês para manter seu gabinete. 
 

O POVO

Nenhum comentário:

Destaque

O fascismo da esquerda hipócrita

Com o título “O fascismo da esquerda hipócrita”, eis artigo de Catarina Rochamonte, doutora em Filosofia e professora da Uece. Ela bate...