quinta-feira, dezembro 17, 2015

O STF E O IMPEACHMENT. Ministros mais identificados com o PT votam contra os interesses de Dilma

Suprema ironia: Dias Toffoli acompanha integralmente o voto do relator Edson Fachin. Com isso, os dois ministros mais identificados com o PT produziram, por ora, os votos mais avessos aos interesses de Dilma. Posicionaram-se, por exemplo, a favor do voto secreto e da chapa avulsa na eleição dos membros da comissão do impeachment. Exatamente como fez Eduardo Cunha. E votaram contra a tese que atribui ao Senado poderes para rejeitar a denúncia recebida da Câmara, arquivando-a. Para Toffoli e Fachin, Dilma teria de ser afastada temporariamente por 180 dias a partir da aprovação da admissibilidade do impeachment pela Câmara. O Senado apenas formalizaria o ato. Tudo indica que sairão do julgamento como votos vencidos.

Josias de Souza

Nenhum comentário: