segunda-feira, novembro 30, 2015

Decon abre procedimento contra Coelce e Chesf para investigar apagão de sexta no Ceará

 O Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (DECON) instaurou, nesta segunda-feira (30), procedimento administrativo de ofício contra a Companhia Energética do Ceará (Coelce) e a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) para investigar o apagão ocorrido na última sexta-feira (27) na Região Metropolitana e alguns municípios do interior.

A secretária Executiva do DECON, Ann Celly Sampaio, explica que a descontinuidade dos serviços essenciais, além de infringir os termos do artigo 22 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), gera muitos transtornos aos consumidores, dificultando a sobrevivência de quem precisa utilizar o serviço e compromete, inclusive, o abastecimento de água.

Problemas com aparelhos

O Decon orienta, aqueles que tiverem problemas com aparelhos eletroeletrônicos em função da queda da rede elétrica, registrar um Boletim de Ocorrência e procurar inicialmente a Coelce para tentar solucionar a demanda.

Caso não consigam resolver a questão diretamente com a Coelce, eles devem procurar, munidos de documentos pessoais e que comprovem os prejuízos, o DECON para instauração de processo administrativo.

Recorrente

Ela lembra que a Chesf já foi multada em 60.000 UFIRCE em decorrência da queda no fornecimento de energia no dia 10 de junho deste ano por infração aos artigos 6º, inciso X, e 22 do CDC, bem como aos artigos 6º, parágrafos 1º e 2º, e 31, inciso I, da Lei de Concessão e Permissão de Serviço Público (Lei nº 8.987/95).

Via Ceará news 7

DEVEDOR DE PENSÃO PODERÁ PASSAR MAIS TEMPO NA PRISÃO

 A entrada em vigor do novo Código de Processo Civil (CPC), em março do próximo ano, dará força a uma prática ainda pouco utilizada para punir devedores de pensão alimentícia.

Se o pagamento for interrompido sem justa causa, o juiz poderá encaminhar o caso ao Ministério Público e o réu responder por abandono material e passar até quatro anos atrás das grades, além de ter que pagar multa de até dez salários mínimos (R$ 7.880).

PARA REFLETIR! A DAMA DE FERRO E O SOCIALISMO DO LULA E DA DILMA







AÉCIO TEM 31%, LULA, 22% E MARINA, 21%, DIZ DATA FOLHA




Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (28) pelo jornal "Folha de S. Paulo" mostra os seguintes percentuais de intenção de voto em duas simulações da corrida presidencial:

Cenário 1

Aécio Neves (PSDB): 31%
Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 22%
Marina Silva (Rede): 21%
Luciana Genro (PSOL): 3%
Eduardo Paes (PMDB): 2%
Eduardo Jorge (PV): 2%
Branco/nenhum: 14%
Não sabe: 5%

Cenário 2

Marina Silva (Rede): 28%
Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 22%
Geraldo Alckmin (PSDB): 18%
Luciana Genro (PSOL): 3%
Eduardo Jorge (PV): 3%
Eduardo Paes (PMDB): 2%
Branco/nenhum: 17%
Não sabe: 6%

O Datafolha fez 3.541 entrevistas em 185 cidades na quarta-feira (25) e na quinta (26). A margem de erro do levantamento é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Bezerro nasce com quatro olhos, duas cabeças e três orelhas na Paraíba




Uma chácara que fica na Zona Rural do município de Catolé do Rocha, no Sertão paraibano, a 411 km de João Pessoa, registrou, na manhã deste domingo (29), o nascimento de um bezerro de duas cabeças em um só corpo. O animal nasceu vivo, mas estava sem se alimentar, já que o leite tomado por uma das bocas saia pela outra.

De acordo com Humberto Vital, que chegou até a chácara momentos após o nascimento do animal, além das duas cabeças, o bezerro nasceu com quatro olhos, três orelhas e dois focinhos.

“O dono da chácara cria umas vaquinhas e ficou surpreso quando, hoje pela manhã, viu o nascimento desse bezerro. Ele consultou um veterinário e a suspeita é de má formação genética do feto”, contou Humberto Vital.

Após o nascimento, o dono da chácara tentou dar leite para que o bezerro se alimentasse, mas ao mesmo tempo em que o bezerro se alimentava por uma das bocas, o leite saia pela outra.

Até as 12h, o bezerro ainda continuava vivo.

 Com Catolé News

FAMÍLIA E AMIGOS ACONSELHAM DELCÍDIO A FAZER DELAÇÃO PREMIADA





Parentes e amigos de Delcídio Amaral (PT-MS) aconselharam o senador a negociar um acordo de delação premiada. Eles avaliam que esse seria o melhor caminho para tirar o petista da prisão ainda este ano, a tempo de passar o Natal com a família.

Em conversas reservadas nos últimos dois dias, o entorno mais próximo do senador considerou pequenas as chances de Delcídio conseguir um habeas corpus na Justiça após a divulgação da gravação feita por Bernardo Cerveró. Na conversa, Delcídio relata suposta pressão a ministros do Supremo Tribunal Federal em busca de um habeas corpus para o ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró, pai de Bernardo.

A mulher de Delcídio, Maika, que visitaria o marido neste fim-de-semana na Superintendência da Polícia Federal, em Brasília, para tratar do tema da delação premiada, era uma ferrenha defensora da estratégia e discutiu o assunto com o advogado do senador. Ela tem dito que o marido não pode pagar sozinho por erros cometidos pelo PT e pelo Planalto – Delcídio era líder do governo até ser preso pela PF na quarta-feira.

Na delação, Delcídio contaria o que sabe sobre o esquema de corrupção e desvios na Petrobrás em troca de benefícios concedidos pela Justiça.No depoimento que prestou na quinta-feira à PF, Delcídio citou a presidente Dilma Rousseff, de maneira espontânea, pelo menos três vezes. “A então ministra (de Minas e Energia no governo Lula) Dilma já conhecia Nestor Cerveró desde a época em que ela atuou como secretária de Energia no governo Olívio Dutra, no Rio Grande do Sul”, afirmou o senador.

“Como a área de exploração de gás era bastante desenvolvida naquele Estado, havia contatos permanentes entre a Diretoria de Gás e Energia da Petrobrás e a secretaria comandada pela Dilma Rousseff”, disse.

O acordo de delação precisa ser acertado com a Procuradoria-Geral da República e, depois, homologado pelo STF.

Fonte: Estadão

Destaque

De acordo com Data folha Nordeste é o obstáculo para a vitória de Bolsonaro no 1º turno

 Sem o Nordeste, Bolsonaro teria cerca de 34% das intenções de voto pelo Datafolha É a fidelidade a Lula (via Haddad) e a opção por Ciro...