sábado, outubro 17, 2015

Governo, oposição e PMDB já discutem nome na sucessão de Eduardo Cunha





O surgimento de novas e pesadas denúncias contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, fez líderes deflagrarem nesta sexta-feira (16) uma corrida pela sucessão ao comando da Casa. Integrantes do governo, da oposição e até mesmo do PMDB iniciaram conversas reservadas em busca de um nome para ocupar o cargo.

Apesar da movimentação, Cunha foi taxativo quando questionado se pretendia deixar a presidência: "Não renuncio. Não ganho nada com isso", disse ele a interlocutores. Colegas de partido já apostam que Cunha será levado a adotar a chamada "solução Renan": abrir mão da Presidência da Câmara para conseguir salver seu mandato de deputado.

Mesmo perdendo apoio público, deputados avaliam que Eduardo Cunha conservará uma base fiel e, por isso, terá influência na escolha de seu sucessor. Um correligionário lembra que o presidnete da Câmara ajudou a financiar a campanha de inúmeros aliados pedindo dinheiro a empresário.

Texto da coluna Painel (Folha de S. Paulo).

Nenhum comentário:

Destaque

SE HOUVER, CIRO ESTARÁ FORA DO SEGUNDO TURNO DE ACORDO COM PESQUISA ENCOMENDADA PELA GENIAL INVESTIMENTOS

A primeira pesquisa do dia foi encomendada pela Genial Investimentos, como informa O Antagonista. Jair Bolsonaro (PSL) lidera com 30% ...