quinta-feira, setembro 17, 2015

Fala de Mauro Filho sobre salários preocupa servidores


A fala do secretário da Fazenda, Mauro Filho (Pros), sobre a situação fiscal do Estado preocupou lideranças sindicais. O secretário vem afirmando, desde o fim de julho, que o salário dos servidores estão assegurados até dezembro. De acordo com os sindicalistas, há duvidas sobre o que acontece após este prazo.


De acordo com José Francisco Rodrigues, coordenador-adjunto do Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos Estaduais do Ceará (Fuaspec), há questões não-respondidas em relação à condição financeira do Ceará. Segundo ele, há o temor de que, a partir de janeiro, o Ceará não consiga efetuar os pagamentos.

De acordo com o último boletim de conjuntura do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômicas do Ceará (Ipece), a situação da folha de pagamento pede atenção. “É possível supor que as ‘Despesas Correntes’, notadamente os gastos com pessoal, continuarão a pressionar as contas públicas do Estado no segundo semestre de 2015, sendo, portanto, necessário acompanhar a evolução dessa rubrica”, diz o documento, afirmando ainda que, no período, “o crescimento das receitas é duvidoso”.


(O Povo)

Nenhum comentário: