quinta-feira, setembro 10, 2015

BRASIL É REBAIXADO NA ECONOMIA MUNDIAL E PERDE CREDIBILIDADE


 Na noite em que o Brasil perdeu o grau de investimento na classificação da agência Standard & Poor's, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, falou em cortes de gastos e aumento de impostos para elevar a arrecadação.

Levy disse, em entrevista ao Jornal da Globo, que a população está "preparada" para chancelar um possível aumento pois se trata do caminho para se alcançar o equilíbrio fiscal. "Não adianta pedir para a população assinar um cheque em branco. É preciso olhar aonde dá para cortar, o que dá para cortar. E se a gente precisar pagar impostos, tenho certeza que a população vai estar preparada para fazer isso porque é o caminho para a gente ter o equilíbrio e voltar a crescer."

A piora do quadro fiscal do país, com o envio ao Congresso da proposta de Orçamento para 2016 com déficit de 30,5 bilhões de reais, foi a gota d'água para o rebaixamento. Em nota, a S&P apontou a desarticulação do governo como um dos fatores que motivou a antecipação do rebaixamento. O ministro, contudo, negou que o governo esteja desarticulado. "O que queremos todos é atingir o equilíbrio fiscal e as metas", afirmou.

Fonte: Veja

Nenhum comentário: