terça-feira, agosto 04, 2015

DA SEDE DA PF DIRCEU DIZ: "DESTA VEZ EU NÃO VOU SEGURAR O PATO SOZINHO"



"Desta vez eu não vou segurar o pato sozinho"

O petista havia perdido peso e estava preocupado com o fato de não ser mais réu primário e com a possibilidade de seu irmão Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, sócio dele na JD Consultoria, também ser detido, o que ocorreu nesta segunda.

Em sua residência em Brasília, onde cumpria prisão domiciliar, José Dirceu passava boa parte do tempo nas últimas semanas com sua filha mais nova, Maria Antônia, de 5 anos. Ele a carregava no colo e assistiam a desenhos animados juntos.

Nesse período, seu advogado, Roberto Podval, chegou a dormir duas noites em sua residência. “Dirceu tinha vontade de ser redescoberto depois do mensalão, mas agora a vontade dele era de ser esquecido”, resumiu um aliado petista.

Ele acordava cedo e fazia questão de ler todos os jornais, blogs e sites jornalísticos. Em um caderno, fazia anotações do que considerava incongruências e equívocos nas acusações contra ele. Com quem conversava, negava sistematicamente que havia recebido propina. Às pessoas que o visitavam o petista sempre externava a preocupação com o futuro da filha Maria Antonia e também com o longo período que poderia durar sua detenção.

Chamava a atenção dos amigos a postura “totalmente entregue”, diferente dos tempos em que ficou detido no presídio da Papuda, em Brasília, quando manifestava se sentir um preso político e fazia planos de reconstruir a vida pública.

(Site Pensa Brasil)

Nenhum comentário: