segunda-feira, agosto 31, 2015

Brasil. Um país cujo maior legado, é o engano

É difícil acreditar que o Brasil em menos de um ano passou do país dos sonhos a pátria dos pesadelos. O que houve com a inflação sobre controle, com os juros bancários, o que fez a moeda norte americana disparar e chegar a quase quatro reais, cadê os empregos, onde foi parar o mito Lula e a popularidade da Dilma?

Esses são alguns questionamentos, que não precisam de respostas para compreender o título deste artigo, cujo objetivo é, a partir da dura realidade nacional, nos fazer refletir sobre a situação local e regional.

Semana passada, na sessão da câmara municipal de Nova Russas, uma vereadora situacionista representante do povo, foi a tribuna da casa para fazer um discurso tão sem sentido e desconexo como é a sua atuação parlamentar, com afirmações do tipo, “terra dos cornos” e “terra de ladrões”. Ainda ousou falar de escatologia, estudo de acontecimentos futuros, um campo da teologia, tão complexo, que nem todo teólogo domina, deixando perplexa a platéia ali presente.

Em Ararendá, um pequeno município do sertão cearense, um trabalhador ficou paraplégico depois de despencar de uma altura de cinco metros onde estava repondo lâmpadas queimadas em postes a meia noite. O rapaz fazia o famoso bico, sem os acessórios de segurança necessários e para piorar, trabalhava clandestinamente para a prefeitura, responsável pela iluminação publica e que deveria ter contratado uma empresa especializada, em obediência ao devido processo legal para efetuar o serviço.

Para completar, em visita ao nosso estado, a presidente da republica Dilma Roussef, disse ter encontrado a fórmula para vencer a recessão. “Sensibilidade e muito amor no coração”.


Continua depois...

Nenhum comentário: