sexta-feira, julho 24, 2015

Marina diz que crise política com rompimento de Cunha é fruto do sistema político



A ex-candidata presidencial Marina Silva disse na noite desta quinta-feira, 23, que a crise política, agravada com a ruptura do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), com o governo, é fruto do sistema político no País. “Isso é resultado do que é esse presidencialismo que era de coalizão e que, agora, virou um verdadeiro presidencialismo de confusão”, afirmou, após participar de um evento na capital paulista.

Marina argumenta que, desde 2010, alerta para o problema de se “distribuir pedaços do Estado” para atender a interesses e formar maioria no Congresso Nacional. “A composição do governo, com raras exceções, tanto para a formação dos ministérios quanto para constituir maioria no Congresso não é feita em cima de um programa e, ao não ser feito em cima de um programa, mas da distribuição de pedaços do Estado para atender interesses de grupos ou indivíduos, dá no que está dando agora”, complementou.

Marina atribui ao uso de mentiras da campanha da sua então adversária o alto número de pessoas que hoje defendem o afastamento da presidente – pesquisa CNT/MDA divulgada na terça-feira, 21, mostrou que 62,8% da população é favorável ao impeachment de Dilma. “As pessoas se elegem com uma promessa e, em seguida, mudam o que prometeram da água pro vinho. É claro que há uma insatisfação da sociedade.”

Estadão

Nenhum comentário: