terça-feira, junho 16, 2015

MP prevê pena de 151 anos para mentor de barbárie no Piauí


 O traficante Adão José Silva Souza, de 39 anos, mentor do crime (VEJA.com/Divulgação)
 Apontado como mentor do estupro coletivo de quatro garotas em Castelo do Piauí, a 180 quilômetros de Teresina, o traficante Adão José Silva Souza, de 39 anos, será denunciado à Justiça nesta segunda-feira pelo promotor Cezário de Souza Cavalcante. Ao site de VEJA, o promotor afirma que pedirá a pena máxima para o traficante por todos os crimes - e calcula que Adão pode ser condenado a 151 anos e 10 meses de prisão. "É uma desproporção muito grande cumprir apenas 30 dos mais de 150 anos", avalia Cavalcante, referindo-se ao máximo de tempo que a legislação brasileira permite que alguém seja mantido na cadeia.

Ao lado de quatro menores de idade, Adão estuprou, agrediu e jogou de um penhasco quatro meninas com idade entre 15 e 17 anos no fim do mês passado. Uma delas, Danielly Rodrigues Feitosa, de 17 anos, morreu há uma semana. Já R.N.S.R, também de 17 anos, segue internada em estado grave. Se a Justiça aceitar a denúncia, o traficante pode ir a júri popular.

131Selfie de Danielly Rodrigues Feitosa, de 17 anos, morta após estupro brutal em Castelo do Piauí (Foto: Álbum de família/Reprodução)

O MP vai denunciar o criminoso pelos seguintes crimes: corrupção de menores (cinco anos e quatro meses), associação criminosa (quatro anos e seis meses), porte ilegal de arma (quatro anos), quatro estupros qualificados (48 anos), três tentativas de homicídio (sessenta anos) e homicídio quintuplamente qualificado (trinta anos) - motivo torpe, meio cruel, impossibilidade de defesa da vítima, tentativa de ocultar crime anterior e feminicídio. "Estou considerando que o juiz aplique a pena máxima", diz o promotor.

Fonte: Veja

Nenhum comentário:

Destaque

RÁDIO. O veículo "sem fio" espera bater recorde domingo

O rádio espera repetir no domingo, dia 28, os picos de audiência registrados durante o domingo de eleições do primeiro turno em todo...