quinta-feira, abril 16, 2015

DUQUINHA VOLTA DEFENDER REVOGAÇÃO DO ESTATUTO DO DESARMAMENTO


O deputado e segundo secretário da Mesa Diretora, Manuel Duca (PROS), voltou a defender o projeto do deputado federal Rogério Peninha (PMDB-PR) que pretende revogar o Estatuto do Desarmamento. O parlamentar justifica que o Estatuto não deu certo, já que os números da criminalidade aumentaram.

Duca aponta que não há a relação de aumento da violência com o porte de armas da população.

Ele exemplifica com os EUA, onde há o porte e o índice de homicídios é de 7,8, e a Rússia, que proibiu as armas, mas tem índice de 30,6 homicídios a cada 100 mil habitantes. “O fato é que o bandido anda fortemente armado e as nossas polícias não conseguem desarmar, e o cidadão  que paga seus impostos anda desarmado. É uma dificuldade tremenda para adquirir um porte de arma. Como se pode arguir a sua legítima defesa sem o armamento?”, questiona.

(Diário do Nordeste)

Nenhum comentário:

Destaque

Bolsonaro tem 59% dos antipetistas

Jair Bolsonaro tem 59% dos votos entre os antipetistas, diz o Ibope. A taxa era de apenas 41% na véspera do atentado contra ele. De a...