quinta-feira, março 19, 2015

LÍDER DO PSC CHAMA CID DE ACHACADOR DO CEARÁ


 O líder do PSC na Câmara Federal, André Moura (SE), retribuiu os adjetivos do Ministro da Educação, Cid Gomes, e o tachou de achacador por ter iniciado a construção de um aquário por R$ 300 milhões na Praia de Iracema, em Fortaleza, gastar R$ 650 mil em um show da cantora Ivete Sangalo, durante a inauguração do Hospital Regional, na cidade de Sobral, usar recursos públicos para uma viagem internacional com familiares e construir uma estrada, também, em Sobral, para beneficiar um terreno de propriedade do ministro.

André Moura chamou o ministro Cid Gomes de ‘’desqualificado, mal educado e sem moral para cargo de Ministro de Estado’’. Cid, que acompanhou as acusações com um sorriso, ganhou, ainda, a alcunha de irônico e cínico. O discurso de André Moura foi entendido como uma orientação do líder do PMDB no Senado e ferrenho adversário de Cid Gomes, Eunício Oliveira.

Nessa mesma linha de discurso, também, estava o deputado federal Cabo Sabino, do PR. Cid, segundo o Cabo Sabino, não só mentiu, como, na condição de Governador do Ceará, caloteou os policiais. Disse que Cid Gomes não era digno de subir à Tribuna do Plenário, mas estava ali como o empregadinho da mãe – referência a presidente Dilma Rousseff.

Sabino lembrou, ainda, que, na condição de governador, Cid mandou para a Assembleia Legislativa o projeto de lei 14.130 que disciplinava a escala dos policiais militares e bombeiros. A medida que, de acordo com a lei, entraria em vigência em 180 dias, continua na gaveta.

Cabo Sabino ainda ironizou a postura adotada pelo então Governador Cid Gomes que agiu, em 2011, como ‘’Gatinho’’ fechado dentro de uma sala no Palácio do Governo, amedrontado por uma categoria que ele, Cid, açoitou. As declarações de Sabino, também, foram ignoradas pelo Ministro da Educação.

Fonte: CearaAgora.com


Nenhum comentário:

Destaque

TSE mantém no ar post que acusa Haddad de defender o incesto

O ministro Luís Felipe Salomão, substituto no Tribunal Superior Eleitoral, negou pedido para retirar postagens do escritor Olavo de Ca...