quarta-feira, março 04, 2015

Dilma transforma MP devolvida em projeto de lei


 Surpreendida pela decisão de Renan Calheiros de devolver ao Planalto a medida provisória que aumenta a contribuição previdenciária sobre a folha salarial, Dilma Rousseff ressuscitou o texto num projeto de lei. Assinada há pouco pela presidente, a proposta será enviada ao Legislativo com o selo da urgência constitucional.

Em nota, o Planalto apressou-se em esclarecer que o projeto prevê que as mudanças na tributação da folha só entrarão em vigor “dentro de 90 dias, […] o mesmo prazo previsto na MP 669/15.”

Preocupada com as repercussões do rompante de Renan no mercado financeiro, Dilma mandou acrescentar na nota oficial que “a substituição da MP pelo projeto de lei não trará prejuízo para o ajuste fiscal pretendido pelo governo federal.” Meia-verdade. É preciso verificar se o projeto será aprovado. A peça começa a tramitar pela Câmara, uma Casa presidida por Eduardo Cunha, outro aliado de dois gumes que atormenta Dilma.

Nenhum comentário: