sexta-feira, fevereiro 27, 2015

Assembléia Legislativa contraria Governo e impõe derrota em votação de piso dos agentes de saúde e edemias


Depois de aprovar reforma administrativa, Assembleia Legislativa impôs derrota ao Governo durante mensagem sobre o piso salarial dos agentes de saúde e endemias. Emendas que alteram o texto original a contragosto de Camilo foram apresentadas e aprovadas por membros da oposição e do governo.

Sob pressão de agentes de saúde presentes nas galerias da Assembleia, a votação da mensagem de Camilo para estabelecer o piso salarial dos profissionais da categoria contrariou o texto enviado pelo governador e gerou desacordos na base. Pegos de surpresa com as propostas, membros da base de Camilo recuaram e votam favoráveis às mudanças.

Duas alterações à mensagem, uma do petista Elmano de Freitas e outra do líder do PMDB, Audic Mota, garantiram, para além do piso da categoria, o reajuste anual seguindo o estabelecido pelo governo aos demais servidores do Estado. Outra modificação prevê ainda novos ajustes concedidos pelo governo cearense sempre que o governo federal aplicar reajustas à categoria dos agentes de saúde e endemias.

Nenhum comentário:

Destaque

Explicando as diferenças entre conservadores e progressistas

 Na hora de votar, muito além das pessoas físicas dos candidatos, precisamos analisar bem qual dos projetos queremos para nós   Conse...