quarta-feira, janeiro 14, 2015

Maioria dos demitidos pode perder seguro-desemprego com nova regra de acesso


 Cerca de 63% dos trabalhadores demitidos sem justa causa poderão perder o seguro-desemprego por causa da nova regra de acesso ao benefício, que aumenta o prazo de carência para a concessão de seis para 18 meses. Essa estimativa foi feita pelo jornal Valor Econômico com base em dados do Caged (Cadastro Geral de empregados e desempregados), envolvendo 10,8 milhões de demitidos entre janeiro e novembro de 2014.

O limite de no mínimo seis meses de tempo de trabalho, da legislação anterior, excluia 21,5% dos demitidos. Segundo o professor Carlos Alberto Ramos, da Universidade de Brasília, os resultados refletem as características de uma economia com alta rotatividade no mercado de trabalho, no qual o tempo médio de permanência no emprego é de três anos.

A mudança atingirá principalmente os mais jovens, que mudam de emprego com maior frequência até se estabelecerem no mercado de trabalho. Para se antecipar a possíveis pressões de sindicatos por mudanças nas novas regras, o ministro do Trabalho, Manoel Dias, convocou as centrais sindicais para uma reunião no próximo dia 29.
 
A ideia é ter um diagnóstico do impacto da medida e, se for preciso, discutir ajustes. Técnicos do Ministério do Trabalho deverão apresentar a versão do governo sobre esse impacto.

Nenhum comentário: