segunda-feira, janeiro 12, 2015

INÉDITO NO BRASIL. Universitária acusada de atropelar e matar três pessoas é condenada a nove anos de prisão



A universitária Amanda Cruz da Silva, 24, acusada de atropelar e matar três pessoas na avenida Paulinho Rocha, em 2012, foi condenada a nove anos de prisão em regime semiaberto, segundo o advogado de defesa, Francisco Das Chagas Alves.

De acordo com o advogado, a defesa ficou tranquila com a condenação, mas não concordou com o tamanho da pena. Para ele, não houve uma avaliação sobre o passado da estudante. "A defesa entende, com todo respeito, que aplicação da pena foi exacerbada", disse o advogado.
Portanto, segundo Alves, a defesa apelará para a redução da pena, argumentando o fato de tão ter havido o estudo sobre os antecedentes criminais de Amanda, o que, segundo ele, diminuiria a quantidade de tempo da condenação.

(O Povo)

Nenhum comentário: