terça-feira, dezembro 30, 2014

PREVIDÊNCIA: DILMA TEME CARIMBO 'ESTELIONATO ELEITORAL'


 A maior preocupação do governo com as mudanças no seguro-desemprego e em pensões por morte anunciadas ontem era bater na tecla de que não são medidas que reduzem direitos, mas corrigem distorções. Após hesitar durante dias, temendo o caráter impopular do pacote, Dilma Rousseff concordou com a adoção das medidas, mas instruiu auxiliares a dar exemplos didáticos de como as regras alteradas permitiam abusos e repetir que só futuros beneficiários serão afetados.

O temor do Planalto era que, de novo, as medidas fossem interpretadas como estelionato eleitoral, uma vez que Dilma passou a campanha dizendo que Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB) mexeriam em direitos trabalhistas e previdenciários, se fossem eleitos.

Nenhum comentário: