quarta-feira, novembro 28, 2012

Definitivamente, O crime não compensa.



Veja por que:

Quatro homens suspeitos de integrarem uma quadrilha interestadual que praticava roubos furtos e sequestros foram presos nesta segunda-feira, 26 em Camocim, no litoral oeste de Fortaleza. Segundo a Polícia Militar, o grupo foi desarticulado após investigações da Coordenadoria de Inteligência (Coin), que alertou para uma possível ação criminosa no Norte do Estado.

A quadrilha é suspeita de ter envolvimento direto com os assaltos e tentativas de roubo nas agências bancária de Nova Russas, Meruoca e Coreaú. De acordo com a PM, uma característica das ações do grupo é o sequestro dos gerentes das agências bancárias. Dois dos presos são naturais de São Paulo, um de Camocim e um de Aracaju, Sergipe.

Com eles, não foram apreendimentos nenhuma arma ou dinheiro. A polícia suspeita que esse material esteja com outro grupo da mesma quadrilha.

Integrantes da quadrilha

A PM informou ao O POVO Online dados sobre os homens presos na operação que teve participação das polícias Civil e Militar. Roberto Carlos Ferreira de Lima, 44 anos, é de São Paulo e possuía mandado de prisão em aberto por roubo e furto. Alex Pompeu de Campos, 28, também tinha mandados de prisão pelos mesmos crimes. Ambos foram autuados por formação de quadrilha.

Marcondes Félix da Cruz, 49 anos, é suspeito de ter entrado no Banco do Brasil de Nova Russas com o gerente refém para sacar o dinheiro. Ele foi autuado por formação de quadrilha, sequestro e tentativa de roubo.

Sandro Aparecido da Silva, 39 anos, é natural de Aracaju, no Sergipe, mas morava em São Paulo “há bastante tempo”, segundo a Polícia. Até dezembro do ano passado, ele cumpria pena em uma penitenciária paulista. Ele foi autuado por formação de quadrilha. Os presos foram conduzidos para a delegacia de Roubos e Furtos, em Fortaleza.

Nenhum comentário: